DEFUNTA REPÚBLICA DE MENTIRA

"(...) É, todavia, difícil compreender por que, até o fim do reinado de Pedro II, o Brasil era um país mais promissor que os EUA, mais importante que a China, a Índia, o Japão, a Coréia e quase todos os países europeus - de onde vieram muitos imigrantes - e hoje ocorre o oposto: (...)" - (Dr. José Carlos de Almeida Azevedo)

Defender a manutenção da imundície da Ilegítima Ditadura Republicana Genocida Brasileira, que seguiu matando pelo futuro milhões com suas inconsequências, negligências, omissões... É de uma falta de conhecimento extrema, de uma burrice crônica absoluta, ou de uma voracidade predatória sem precedentes... Apenas caindo Dilma com o seu "Perda Total", mesmo que seja junto com suas coligações (Partidos dos Partidos...) das Organizações Criminosas das Facções Narco-Psicopatas-Partidárias-Copartícipes dos Regimes Síndico-Comuna-Socialistas-Golpistas, da Máquina de Prostituição Parlamentar do Poder Central Republicano, Alinhada a Política Transnacional Continental Latina Americana do Foro de São Paulo... Quase nada mudará nessa decadente República de mentira nunca proclamada de fato - a sujeira mais uma vez apenas mudará de mãos.

O Brasil é escravizado por uma caricatura republicana presidencialista moralmente ilegítima abortada defunta como regime totalitário, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro numa sucessão de ditaduras civis e militares... Nódoa negra do hoje paradoxalmente dito Exército do monarquista Caxias do Exército Imperial Brasileiro. Aliciados por meia dúzia de traidores da pátria discípulos da Seita Positivista, alguns militares do Exército Imperial foram utilizados como ferramenta executora do trabalho sujo que mergulhou o país nas trevas, com a desastrosa inauguração da primeira ditadura militar da História do Brasil em 15 de novembro de 1889, acabando com a democracia da Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa do promissor respeitável Império do Brasil, que ombreava com as outras três nações mais poderosas, cuja sua Armada Imperial somada a Marinha Mercante, foi a 2ª Potência Naval da terra. Num determinado momento da nossa história, já fomos mais poderosos do que os Estados Unidos da América do Norte.

No desastre do Flagelo Republicano, entre mandos e desmandos nesses 126 anos de estagnação, se somam: "12 Estados de Sítios, 17 Atos Institucionais, 6 Dissoluções do Congresso, 19 Revoluções ou Intervenções Militares, 2 Renuncias Presidenciais, 3 Presidentes Impedidos, 4 Presidentes Depostos, 6 Constituições Diferentes, 4 Ditaduras e 9 Governos Autoritários"... Mais os últimos 30 anos de retrocessos perdidos num oceano de esgoto sem precedentes na História do Brasil, com a 6ª tentativa ressuscitadora do pesadelo da tragédia dessa fracassada Nova República Salvadora da Pátria perdida em si mesma, que além de produzir desde 1985 mais de 3.000.000* de assassinatos (*Incluindo as mortes provocadas pelos desserviços e/ou omissões dos sucessivos desgovernos), nos conduziu mais uma vez a um terrível vazio. E, tudo indica que a burrice ou obscuras ambições dos dementes políticos predadores devoradores da pátria, indiferentes ao que já funcionou a contento na história dessa nação fundada em 1822 como Império, continuarão como insaciáveis varejeiras investindo no engodo de novas inúteis defuntas repúblicas, que têm sido sinônimos de Desgraça Nacional. (Emanuel Nunes Silva)

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

A Ilegítima Forma de Governo da República que nunca foi Proclamada de Fato Fracassou

- Introdução -

URL
Não foi a Violência da Dilma Terrorista que ajudou a derrubar a última Ditadura Militar dessa República. Foram as ações dos militares que depois de derrotarem a violência de pessoas como Dilma, que redemocratizaram o país, na época em que estas pessoas pretendiam implantar à custa de muito derramamento de sangue uma Ditadura Comunista no Brasil. A última Ditadura Militar nunca foi derrubada, pois foram os próprios “Ditadores” que depois de derrotarem os Terroristas e a Luta Armada, promoveram a abertura política. A Intervenção Militar de 64 aclamada e legitimada pela expressiva maioria da população nunca se caracterizou como Revolução, tampouco posteriormente como uma Ditadura de fato.

Nada justifica atentados terroristas... Mesmo que alguns indivíduos ajam irresponsavelmente... Mesmo que essa gente esquerdista seja simpática aos atentados terroristas. Dona Dilma por exemplo, insiste em justificar as ações terroristas dos grupos que participava - Comando de Libertação Nacional (COLINA) e Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-Palmares), alegando que lutava pela democracia durante os saudosos Anos de Chumbo, para derrubar o Governo Militar e implantar a sua Ditadura do Proletariado. Veja bem, alega descaradamente que lutava pela democracia em comovente discurso e ainda é aplaudida pelos parlamentares. Afinal a Presidente dessa tua República Defunta, é a favor ou contra das Ações Terroristas?... Ela até hoje nunca condenou as ações terroristas que despedaçavam gente inocente na ultima Ditadura Militar. Ela até hoje nunca condenou a decisão do Governo Lula em apoiar, defender, proteger e adotar contra a vontade dos brasileiros, o Terrorista condenado a prisão perpétua na Itália Cesare Battisti, enquanto que prendeu, julgou, condenou e puniu com a deportação para Cuba os atletas cubanos que pediram asilo ao Brasil. Dona Dilma jamais vai se referir ao Terrorista condenado Cesare Battisti como Terrorista ou mesmo Ex-Terrorista, e sim como Ativista. Essa gente adora maquiar o Horror com palavras bonitas http://pt.wikipedia.org/wiki/Cesare_Battisti_(ativista).
Jornal Republicano Comunista atacado na frança Link 010203 
- I -

Essa República de Mentira nada acrescentou de útil, virtuoso e verdadeiro ao Brasil.
01  Não se consegue ver nada de sensato na curiosa sucessão de desastres ocorridos após o Golpe republicano que descaracterizou e mutilou este país, fazendo com que perdesse seu status de nação respeitada, perdesse o seu rumo, a autonomia e a auto-estima, adotando um permanente sentimento de inferioridade perante os outros povos, que numa ridícula postura submissa, suas culturas passou a admirar e imitar... Enquanto suas Raízes Históricas e a Legítima Identidade Nacional, criminosamente foram sabotadas por uma República de Mentira importada, que seguiu convertendo segundo seus mórbidos interesses, reduzindo o povo numa legião desorientada, sem identidade, sem referência de pátria, sem vontade própria, sem orgulho ou amor pelo seu país... Sem nada. Isso é destruir uma nação na sua essência.
02 • Relembrando alguns fatos da nossa recente História, antes da Intervenção Militar de 64, já aconteciam treinamentos de pessoal (inclusive em Cuba sustentada pela URSS), infiltração clandestina de armas e munições no território brasileiro, para serem utilizadas no planejado Golpe Comunista. Após a Intervenção Militar clamada pela população, com o prolongamento da já caracterizada Luta Armada e das Ações Terroristas... Esta intervenção que primordialmente deveria ser curta, foi obrigada a se estender como um Regime Militar (Ditadura ou Anos de Chumbo para muitos), conseqüência forçada pelo Terrorismo e a Guerrilha, que acabou por retardar a entrega do poder pelos militares. Isso só foi possível após a derrota destes grupos armadosSou a favor da Intervenção Militar Legítima prevista na Constituição para sanear a nação, quando o Caos se desenha. Se as FFAA não honram seus Juramentos feitos perante a Bandeira da República que inventaram em 1889, não cumprem com suas obrigações e deveres legais constitucionais... Trai a pátria e seu povo. 
03 • Enquanto isso a Outrora Terrorista Dilma, com as suas Hordas de Zumbis Lobotomizados, se apega providencialmente a uma tal de “Comissão da Verdade” inventada e formatada por ela mesma, para iludir os Analfabetos Funcionais, criando um Véu Negro de mentiras sobre a Tragédia Dantesca que desgraça com o país, remetendo-os a um passado distante ao qual não estiveram presente, e que apenas possuem uma vaga noção distorcida do que foi, e nada de útil acrescentará a eles mesmos ou a nação, pelo menos da forma irresponsável que estão sendo direcionados os trabalhos. Explicitamente a intenção deste Governo Central é catalisar a atenção do povo desinformado, para um passado que nada trará de benefício prático a nação, numa tentativa insana de criarem uma fábula onde justificam ações injustificáveis de indivíduos, que assassinavam na maioria pessoas inocentes, em nome da implantação no país de uma Ditadura do Proletariado (Comunista), que a maioria da sociedade repelia, enquanto desgovernam no presente. 
04 • Por quê não aceitam a proposta dos militares de se levantar as ações de todos envolvidos, para que se elabore um documento sério de fato, que tenha alguma utilidade histórica?... Que credibilidade este trabalho da Comissão da "Verdade" terá, se omite os métodos, ações e resultados da Luta Armada, e com qual finalidade lutavam?... Isso mais parece uma grande brincadeira de delinquentes para desviar com as suas lambanças, a atenção do povo desinformado dos verdadeiros problemas da nação, que têm matado dezenas de milhares de pessoas por ano, com o propósito de reescreverem uma História bonita alicerçada em meias "verdades" que se traduz em mentiras, para doutrinar as criancinhas nos bancos das escolas, com uma fábula inventada, onde os Bandidos de outrora, alguns já condenados pelos seus crimes do presente, se travestem de heróis salvadores da Pátria.
05 • Nesta atual Desconjuntura Predatória Governista Socialista & Comunista, se esta tal de Comissão da Verdade fosse séria, e não unilateral, cujos seus membros foram escolhidos a dedo pela própria outrora Terrorista Dilma: todos estariam falando... E segundo os próprios Generais: “doa a quem doer”; e certamente a Dona Dilma Cairia com o seu inútil Desgoverno Fantoche. O resultado desta farsa, indubitavelmente será um Grande Nada Moral sem legitimidade, que nada acrescentará de útil e proveitoso à Nação, e apenas servirá para ilegitimamente travestir os Terroristas, Sequestradores, Assaltantes de Banco, Guerrilheiros, Bandidos já Condenados... De Heróis Salvadores da Pátria, e beneficiar este Desgoverno de Mentira Marxista-Leninista-Maoista. Além de desviar à atenção da população brasileira das mazelas que corroem a nação.
06 • Não defendo Ditaduras... Seja uma Civil análoga a de Getúlio ou as Militares. Eu tinha 15 anos em 1964. A questão é: o quê deveria ser feito naquele momento Histórico da República Brasileira. Entregar o país contra a vontade da maioria da sua população ao Domínio de uma tal de Internacional Comunista, ou clamar por uma intervenção Constitucional das Forças armadas?... A resposta foi o povo nas ruas pedindo uma atitude enérgica das Forças Armadas. Isso é fato incontestável. Quem viveu naquela época foi testemunha desta História... O resto é balela de comunista para iludir, enganar e doutrinar criancinhas com suas cartilhas nas escolas. Quando pessoas são lobotomizadas desde a infância, lenta, gradativa e continuamente, morrem acreditando nas mentiras que lhes foram incutidas, assim! as mentiras acabam virando as suas verdades. É por isso que hoje existe uma geração de supostos Intelectuais (Analfabetos Funcionais) que continuam abduzindo e formando novas gerações de Marionetes (Idiotas Úteis), sem a mínima condição de discernimento. Este processo, acaba se transformando numa trágica irreversível Ciranda sem Fim...
07 • O resultado aí está para que todos vejam, inclusive partindo do próprio "Poder" Central. Demonizam as Forças Armadas pelos 400 mortos e desaparecidos, dos que queriam arbitrariamente à custa de muito derramamento de sangue de brasileiros inocentes, implantar um Regime Autoritário Comunista. As FFAA durante 21 anos combateram com a aprovação de 90% da população às ações destes grupos radicais que nem representavam 1% da população na época. Mesmo ilegitimados pela vontade da maioria, esses militantes continuaram insistindo nos atentados terroristas (que na maioria das vezes matava e mutilava pessoas inocentes); sequestros acompanhados de execuções sumárias; sequestros de aviões; não menos do que 400 assaltos à bancos que também vitimavam inocentes; guerrilha (luta armada) acompanhada de execuções sumárias & justiçamentos... Depois de derrotados, posteriormente essa mesma gente destes tais grupos, muitos deles treinados em Cuba, descaradamente passaram a afirmar que lutavam pela democracia, financiados pelos recursos repassados à Cuba pela União Soviética.

08 • Grande parte destes "inofensivos angelicais" Terroristas, receberam treinamento de guerrilha em Cuba financiada pela URSS, outros na própria União Soviética e alguns chegaram "visitar" a China Comunista na época. Terroristas que mataram, “justiçaram”, sequestraram e assaltaram. Estes Heróis de Barro, iludidos por líderes oportunistas golpistas, com promessas de serem recompensados num futuro governo tirânico, por terem participado na criação de um gigantesco Estado Comunista Brasileiro no Continente Americano, que abriria mão da sua soberania, em troca de uma tal de Internacional (União de Repúblicas Socialistas da América Latina) comandada por Moscou. Daí a explicação do amor incondicional dessas pessoas por CUBAChê GuevaraFidel CastroKarl MarxLenin... É compreensível que uma Dona Dilma que foi educada por um pai búlgaro comunista, numa época em que a Bulgária era uma República Popular Comunista sob a influência da União Soviética, priorize hoje Cuba e uma União de Repúblicas Comunistas na América Latina, em detrimento do Brasil.
09 • Veneram um tal de Sistema de Governo Comunista e seus Líderes, que no século XX matou em torno de 100.000.000 de pessoas, e que segue assassinando neste século XXI. Não defendo Ditaduras, entretanto, as manifestações de rua na época dos "Anos de Chumbo", se comparadas com a Truculência do Terrorismo de Estado atual... Mais parecem brincadeirinha de criança. O incrível é que por mais que procuram... Não conseguem encontrar imagens piores do que às da violência atual do Estado Desconjuntural de Coisas, nas repressões de ruas do último Regime de Exceção. Nunca na história desse país desde 1500, a Nação Brasileira foi tão vandalizada, a população roubada, massacrada e abatida em massa por tantos desserviços promovidos por um Poder Central Constituído de um Suposto Estado Democrático de Direito, que esta gente sem caráter da política brasileira inventou para exclusivamente usufrutuarem em benefício próprio e de seus partidos. 
10 • Desconheço na História da Humanidade, que tenha existido um país continental, com a população do Brasil, envolvido com Ataques Terroristas e uma Luta Armada durante 21 anos... Que tenha morrido de ambos os lados conflitantes, apenas 550 pessoas, sendo destas, 400 simpatizantes à implantação à força do Comunismo no Brasil... Uma média de 19 pessoas por ano. Houve mortes de pessoas inocentes, atrocidades, torturas?... Sim, nesta “Guerra” como em todas, ocorreram dos dois lados, mas as maiores barbáries foram cometidas pelos Comunistas, que em nome da sua “Nobre Causa” assassinavam pessoas inocentes com requintes de crueldade, ora na frente dos seus filhos, ora criança na frente dos seus pais, como no caso do garoto no Araguaia.
11 • (...) Ainda em relação ao Araguaia, o General Leônidas chama de “guerra” o enfrentamento que ocorreu entre as Forças Armadas e os guerrilheiros do PCdoB. “O que resulta de guerra? Morte. Essas coisas são conseqüências muito naturais. Eles (os grupos de esquerda que participaram da luta armada) perderam a guerra e agora querem ganhar no tapetão”, afirma. De acordo com ele, o número de ativistas políticos de esquerda mortos durante o regime militar — cerca de 350 — foi até pequeno se comparado ao que aconteceu nas ditaduras do Chile, 3 mil mortos, e Argentina, 30 mil mortos. “Nossa vitória, do ponto de vista de (perda de) vidas humanas, foi muito sóbria". Por fim, conclui: “Na guerra só há uma coisa bonita: a vitória. O resto não é bonito”. (...) 
12 • (...) Na opinião de Leônidas, o Exército não tinha a obrigação de mostrar o “Livro Negro” a ninguém, já que a obra não foi publicada. “Isso é passado. Vamos olhar para frente”, sugeriu. O general critica os guerrilheiros do Araguaia — “A pergunta é: o que eles estavam fazendo lá? Fazendo um enclave, que é uma coisa lesa-pátria. O resto é conversa fiada” —, critica antigos companheiros de desaparecidos políticos — “Nós cuidamos dos nossos mortos. Eles deviam ter cuidado dos mortos deles” — e critica também os familiares — “Por que não perguntam o que seus filhos estavam fazendo lá? Por que não perguntam se mereciam ou não mereciam, na luta, serem mortos?”. (...)
13 • (...) Na condição de Ministro do Exército, Leônidas se reuniu com o então Presidente da República José Sarney para discutir o que fazer com a versão oficial dos militares para a Luta Armada que o Serviço Secreto do Exército acabara de concluir. “Falei para o Sarney que não ia publicar o livro. Para que criar um problema que não existe?”, recorda Leônidas. “Esse livro”, concluiu o general na conversa com o presidente, “fica como um documento, que nós (militares) podemos ter a necessidade (de divulgar) no futuro”. De acordo com Leônidas, Sarney concordou e ambos deram o caso por encerrado. (...) “Apesar de respeitar muito o general Leônidas, (…) lamentei muito, muito mesmo, sua decisão de guardar as informações de que dispunha. Apesar de entender as circunstâncias, considero que cometeu um equívoco de avaliação irreparável. Foi uma oportunidade de tomar a iniciativa. Foi a oportunidade de sair na frente”, escreveu Del Nero na edição especial do Inconfidência – jornal mensal mantido por oficiais da reserva – de 30 abril, dedicada ao Livro Secreto. Para o coordenador do Projeto Orvil, a esquerda aproveitou o silêncio dos militares para impor uma versão deturpada da ditadura (1964-1985) e da Luta Armada. (...) 
14 • Leônidas confirma que partiu dele a ordem para fazer o livro. Diz, porém, que não ficou com nenhum exemplar. “O livro foi feito pelo CIE (Centro de Informações do Exército, serviço secreto da Força) com base nos documentos que o órgão dispunha”, afirma. O general é categórico ao comentar a suposta destruição de documentos do CIE, que, segundo vem argumentando o Exército nos últimos anos, impediria a divulgação de informações referentes ao combate às guerrilhas urbana e rural nas décadas de 1960 e 1970: “Foram queimados coisa nenhuma”. (...) Quais seriam as “necessidades” a que se refere Leônidas? É o próprio general quem explica: atos de “revanchismo” contra as Forças Armadas por parte de “quem perdeu a guerra”. “Naquele tempo (em que o livro foi feito), não havia o que acontece agora, um revanchismo sem propósito”, afirma ele. “No meu período como ministro (1985-90), não houve nenhum problema dessa natureza, essas ‘mães não-sei-do-quê’, (grupos do tipo) Tortura Nunca Mais”. 
15 • São encantados pelo Regime Ditatorial Cubano, e até já cantam de mãos dadas nas aberturas das seções "A Internacional", adotado como hino oficial da extinta União Soviética. Se espelham nos Heróis de Barro, como Che GuevaraFidel CastroKarl MarxLenin... Demonizam as Forças Armadas Brasileiras por combaterem com o aval da maioria da população os que ingenuamente aliciados ou não, pretendiam implantar à força e à custa do derramamento de muito sangue de milhares de brasileiros, uma Ditadura do Proletariado (Comunista), que hoje descaradamente colocam em prática, nos mesmos moldes das obscuras idéias de outrora, depois de feito um minucioso trabalho de Lobotomização em duas gerações desde tenra idade, à partir dos bancos das escolas. 
16 • Esta lavagem cerebral foi iniciada e executada com primor por professores e ideólogos, em pleno Dóceis Anos de Chumbo (que muitos atualmente acreditam nas suas ingenuidades que não se podia nada). Esta doutrinação se estende até o presente, inclusive feita por uma nova geração de “Professores”. Como resultado, temos hoje neste Fracassado Sistema Republicano Brasileiro, um Governo gerido por analfabetos funcionais, que controlam uma colossal massa de Idiotas Úteis, abduzida e Zumbizada.
17 • Por que será que os Partidos de Esquerda Brasileiros odeiam bandeiras verdes e amarelas, e queimam ensandecidos a Bandeira da República do Brasil?... Procure saber o porquê endeusam Che, Fidel e o Regime Cubano que já assassinou mais de 85.000 pessoas numa "Ilha Prisão" com apenas a população da Grande São Paulo, que comparativamente, proporcionalmente já matou 3.600 vezes mais que o Regime Militar Brasileiro. É isso mesmo: O Regime Castrista que o PT e todos os Partidos Socialistas & Comunistas Brasileiros apóiam, bajulam e veneram, já matou 3.600 vezes mais do que os famosos "Anos de Chumbo" da nossa "Benevolente” Ditadura Militar. Esta complacência e identificação do Governo Brasileiro por Cuba é realmente um estranho fenômeno que transcende os limites da racionalidade.
18 • Lamentavelmente a Intervenção Militar de 1964 apenas retardou a Cubanização do Brasil. Finalmente 30 anos após a entrega do poder pelos militares... Viva! a agora arbitrária, antidemocrática, inconstitucional, incompetente, República Socialista & Comunista Brasileira. Isso tem sido cíclico nestes 124 anos de retrocessos republicanos... O brasileiro paga mais de 50% de impostos em cascata, e grande parte destes recursos vai para os bolsos dos asseclas governistas, pois não tem havido o retorno justo proporcional. Não se vislumbra nenhuma possibilidade de uma Intervenção Institucional Militar contra o atual quadro de inconstitucionalidades generalizadas. Paralelamente ao desmantelamento lento e contínuo das Forças Armadas, se seguiu progressivamente um primoroso trabalho ideológico lobotomizante, dentro dos seus quadros. Estes "parlamentares" governistas, celebram e riem da inoperância, falta de unidade e vontade, dentro e/ou entre as FFAA. Nesta desconjuntura institucionalizada, nem sei se existe, ou em algum momento existiu, interesse ou estratégia em reverter o caos que se desenha. O Brasil deve ser o único país continental do planeta, ao contrário da extinta Comunista URSS, que coloca em risco a sua Soberania Nacional, em nome de uma já há muito fracassada ideologia.
19 • O povo brasileiro está desgovernado e desorientado... Não sabe mais com quem contar. Desesperado se apega ao "Poder Moderador" das Forças Armadas, às suas obrigações institucionais juradas perante a Bandeira da República do Brasil que inventaram em 1889... Ingenuamente achando que ainda existe os Generais de 1964. Sem saída pelo voto, não há ambiente mais propício e legítimo para o Exército Brasileiro finalmente acordar, honrar o seu Patrono Duque de Caxias, cumprir com o seu dever, reparar a lambança feita por alguns Traidores da Pátria em 1889, devolvendo aos brasileiros o que lhes foi tirado, Desproclamando esta República de Mentira (pela lógica, é mais legal anular a República proclamada na ilegalidade, do que anular a Lei da Anistia). Já passou da hora de se resgatar a Gloriosa Nação Brasileira de outrora, que se perde na bruma da memória.
20 • Leia sempre e assista aos vídeos do que é publicado dos dois lados envolvidos. Assista as propagandas financiadas pelo PT (Governo) transformadas em filmes (como exemplo: Carlos Lamarca e Marighella), com o nítido propósito de transformarem Bandidos em Heróis, Santos, São Jorge, ou seja lá o que for. Avalie... Faça tuas reflexões, não se deixe aliciar, não se transforme numa marionete abduzida manipulada por interesses obscuros. Leia sobre o Império do Brasil... O que éramos e em que o Golpe Militar Republicano de 1889 nos transformou. Leia sobre a História do Comunismo, sobre a Revolução Russa de 1917, a Revolução Cubana, a História do Terrorismo Comunista no Brasil, e o porquê quem habita um país Comunista, a opção de visitar ou morar em outro país, é praticamente nula, e quando o faz, fica preso a certas restrições... Como por exemplo: impedido de viajar com sua família, para que fique obrigado a retornar.
- II -
Jornal Comunista atacado na França
Na primeira imagem:
A 1ª ilustração diz: "o verdadeiro nascimento do menino Jesus."
Na 2ª diz: "Pai, Filho e Espírito Santo."
Jornal Comunista atacado em França
"Todos já sabem que o Jornal Charlie Hebdo foi atacado por um grupo extremista islâmico e deixou 12 mortos. O que a imprensa não tem divulgado é que o Jornal Charlie Hebdo é comunista e usa suas páginas para difamar e rir de todas as religiões, judeus, cristãos e muçulmanos são alvo frequente deste jornal que prega o comunismo e o combate as religiões. Não justifica o atentado, o que certamente até a comunidade Islâmica repudia tal ato, mas lança uma luz ao futuro entre o Islão e o comunismo, duas forças com grande poder bélico e politico, e, ambas têm o mesmo catalisador, a ideologia."
● Eu jamais trabalharia numa empresa com esse perfil. Vejam direitinho daqui para frente com quem andas...
Nada justifica atentados terroristas... Mesmo que alguns indivíduos ajam irresponsavelmente... Mesmo que essa gente esquerdista seja simpática aos atentados terroristas. Dona Dilma por exemplo, insiste em justificar as ações terroristas dos grupos que participava [Comando de Libertação Nacional (COLINA) e Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-Palmares)], alegando que lutava pela democracia durante os saudosos Anos de Chumbo, para derrubar o Governo Militar e implantar a sua Ditadura do Proletariado. Veja bem, alega descaradamente que lutava pela democracia em comovente discurso e ainda é aplaudida pelos parlamentares. Afinal a Presidente dessa tua República Defunta, é a favor ou contra das Ações Terroristas?... Ela até hoje nunca condenou as ações terroristas que despedaçavam gente inocente na ultima Ditadura Militar. Ela até hoje nunca condenou a decisão do Governo Lula em apoiar, defender, proteger e adotar contra a vontade dos brasileiros, o Terrorista condenado a prisão perpétua na Itália Cesare Battisti, enquanto que prendeu, julgou, condenou e puniu com a deportação para Cuba os atletas cubanos que pediram asilo ao Brasil. Dona Dilma jamais vai se referir ao Terrorista condenado Cesare Battisti como Terrorista ou mesmo Ex-Terrorista, e sim como Ativista. Essa gente adora maquiar o Horror com palavras bonitas http://pt.wikipedia.org/wiki/Cesare_Battisti_(ativista).
URL
Emanuel Nunes Silva 
2011/2012/2013/2014 

- III -
Brasil República & Desgraça Nacional 

A Tragédia Nacional da Inútil Fracassada República de Mentira da Seita Positivista que Acabou com o Brasil 

Os Regimes de Exceção: Autoritários, Totalitários, Ditatoriais... Que suprimiram as liberdades alcançadas pela Democracia da Monarquia Parlamentar Imperial Brasileira, a partir de 15 de novembro de 1889, são invenções dessa República Golpista nunca proclamada de fato, imposta arbitrariamente como o primeiro regime ditatorial militar da História do Brasil Independente. Tragédia, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro... Interrompendo o nosso Destino de Grandeza. 

Em 7 de setembro de 1822 o Brasil se emancipa, culminando em seguida na Fundação do Império do Brasil Independente e Soberano. Constitui um Governo pela Forma Monárquica Parlamentar Constitucional Representativa, considerada a mais liberal e democrática entre o universo das nações em seu tempo. No Segundo Reinado, a Armada Imperial junto com a Marinha Mercante foi a 2ª Potência Naval do Planeta. Com status de 3ª Economia e Potência Global, ladeava com Inglaterra, França e Estados Unidos, como uma das nações mais respeitadas. O Destino de grandeza do Brasil foi interrompido em 15 de novembro de 1889, por um Crime de Alta Traição cometido por alguns membros da Seita Positivista.

 URL
Com o golpe militar de 15 de novembro de 1889, que depôs Dom Pedro II, o Brasil deixa de ser um Império seis dias após o baile da Ilha Fiscal na Capital do Império, ocorrido no sábado de 9 novembro de 1889, em homenagem aos oficiais do navio chileno "Almirante Cochrane". À partir do ato simbólico da Proclamação da República do Brasil pelo Marechal Deodoro da Fonseca, formalizado em 15 de novembro de 1889, um novo regime é estabelecido e, assim, surge o período da história brasileira denominado Brasil República que perdura até os dias de hoje. Após a formação da república, o Brasil teve vários nomes posteriores, conforme as alterações no governo, incluindo "Estados Unidos do Brasil".

Com relação a fundamentação filosófica dos grupos militares e latifundiários (ruralistas), a filosofia de Augusto Comte, o Positivismo teve papel marcante e relevante, inclusive com a participação da Igreja Positivista do Brasil, fundada no dia 11 de maio de 1881 por Miguel de Lemos. De acordo com Valentim: "A Constituição Republicana, orquestrada no contexto da Proclamação da República, sinaliza à compreensão de como o ideário do Positivismo criado na França por Augusto Conte, enquanto corrente de pensamento norteadora, juntamente com a Constituição dos Estados Unidos, influenciaram no texto constitucional brasileiro promulgado em 1891."

"República Federativa do Brasil" é o nome oficial atual do Brasil, uma democracia (ainda considerada Imperfeita pelo Índice de Democracia avaliados pelos órgãos especializados internacionais) presidencialista, reestruturada em 1986 com o fim do último Regime Militar Ditatorial inserido e formalizado em 1 de abril de 1964 pelo Exército Brasileiro.
A despeito da intensa propaganda republicana, a idéia da mudança de regime político não ecoava no país. Em 1884, foram eleitos para a Câmara dos Deputados, apenas três republicanos. Na legislatura seguinte, apenas um conseguiu ser eleito. Na última eleição parlamentar realizada no Império do Brasil, a 31 de agosto de 1889, o Partido Republicano só elegeu dois Deputados. Percebendo que não conseguiriam realizar seu projeto político pelo voto, os republicanos contrariando a democracia da Monarquia Parlamentar (Constitucional) do Império do Brasil, optaram por concretizar seus ideais alienígenas adversos à autêntica Identidade Nacional pelos piores caminhos possíveis. Apelando pelo Golpe de Estado (Militar), fundando o primeiro Estado de Exceção da História do Brasil.

O primeiro partido republicano no Brasil foi o Partido Republicano Paulista, (PRP), criado na Convenção de Itu em 1873. O PRP era um partido legalizado apesar de o Brasil ser uma Monarquia. O PRP conseguiu eleger apenas três deputados na Assembléia Geral de Deputados durante toda a sua existência no Império do Brasil (1822-1889), porém, conseguiu infiltrar-se no meio militar, o que foi decisivo para a queda da Monarquia Parlamentar Constitucional Representativa Imperial Brasileira, conseguintemente do Imperador Dom Pedro II, para fundarem arbitrariamente a República dos Estados Unidos do Brasil.

O Golpe ocorreu na Praça da Aclamação (atual Praça da República) na Cidade do Rio de Janeiro, então Capital do Império do Brasil, quando um grupo de militares do Exército Brasileiro liderados pelo Marechal Deodoro da Fonseca, destituiu arbitrariamente alheio a opinião pública o Imperador D. Pedro II, assumindo o poder no país. Foi instituído naquele mesmo dia 15 um governo provisório republicano. 

Faziam parte desse governo, organizado na noite de 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca como Presidente da República e Chefe do Governo Provisório; o Marechal Floriano Peixoto como Vice-Presidente; como ministros, Benjamin Constant Botelho de MagalhãesQuintino BocaiuvaRuy BarbosaCampos SalesAristides LoboDemétrio Ribeiro e o Almirante Eduardo Wandenkolk, todos membros regulares da Maçonaria Brasileira; todos membros de uma sociedade secreta da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da Universidade de São Paulo, chamada de "Bürschenschaft Paulista", ou "Studentenverbindung" (algo como confraria da camaradagem, em alemão), mais conhecida como "Bucha", criada, em 1831, pelo Professor Julius Frank (1808 - 1841). Os membros da Bucha procuravam, quando alcançavam um alto cargo político, chamar seus colegas da Bucha para sua equipe.
A República Brasileira para se manter apelou por concentrar todos os direitos e regalias no Estado, excluindo sistematicamente as liberdades e prerrogativas individuais. Imposto como um Regime Totalitarista Presidencialista Republicano, inaugurou a primeira Ditadura Republicana Brasileira. Seu “Proclamador” e também primeiro Presidente da República, cedo foi deposto em função da sua fracassada experiência como Ditador do Estado de Exceção que acabara de ajudar a criar, caracterizado por diversas Crises Institucionais & Constitucionais, que desestabilizaram e arruinaram o país, cujas suas desastrosas consequências se estenderam pelo futuro. Desiludido o Marechal Deodoro da Fonseca quis ser enterrado sem a farda que caracterizava a instituição que dizia liderar. Hoje temos o paradoxo do Brasil se pretender democrático e sério, fazendo um Feriado Nacional em dia de Golpe de Estado.
As Crises Institucionais cada vez mais se agigantam nesta Decadente República, de fracasso em fracasso já somam: 12 Estados de Sítios, 17 Atos Institucionais, 6 Dissoluções do Congresso, 19 Revoluções ou Intervenções Militares, 2 Renuncias Presidenciais, 3 Presidentes Impedidos, 4 Presidentes Depostos, 6 Constituições Diferentes, 4 Ditaduras e 9 Governos Autoritários... Ao longo destes últimos 124 anos dos tortuosos meandros de falcatruas, fracassos... Ilusões. Não satisfeitos agora mais uma vez querem REFUNDAR a desgraça que foi e está sendo esta 6ª REPÚBLICA, reinventando uma tal 7ª República salvadora da pátria, porque finalmente descobrem que não tem funcionado. Quando vão descobrir que o problema está nessa moralmente ilegal República de Mentira?

● Na Desgraça Nacional Republicana Brasileira, entre os Mandos e Desmandos nesses 125 anos de estagnação e fracassos, já se somam:

● 12 Estados de Sítios,
● 17 Atos Institucionais,
● 6 Dissoluções do Congresso,
● 19 Revoluções ou Intervenções Militares,
● 2 Renuncias Presidenciais,
● 3 Presidentes Impedidos,
● 4 Presidentes Depostos,
● 6 Constituições Diferentes,
● 4 Ditaduras e 9 Governos Autoritários...

● Mais os 29 últimos anos perdidos com a 6ª tentativa de ressuscitar a República Brasileira com a fracassada invenção dessa Nova República, que nos conduziu mais uma vez a um grande vazio. E tudo indica que a burrice dos dementes políticos republicanos brasileiros, indiferentes ao que já funcionou a contento na história dessa nação fundada em 1822 como um Império, continuarão como insaciáveis varejeiras, investindo na inauguração de novas repúblicas brasileiras.

● - República Velha - 1ª República (1890
1930): Ditadura
● - República da Espada (1894): Ditadura
● - República do Café-com-Leite
● - Aniversário dos 50 anos da Proclamação da República.
● - Era Vargas - (19301945): Ditadura - Regime Totalitário & Autoritário
● - Quarta República (19461964)
● - Governo Provisório (Brasil)
● - Governo Constitucionalista
● - Estado Novo
● - Último Regime Militar - 5ª República (1964–1985): Ditadura - Castelo BrancoCosta e SilvaMédiciGeisel e Figueiredo.

● Constituições do Brasil Independente:
● Constituição de 1824 - 1ª Constituição do Estado Brasileiro Independente e Soberano. Funcionou durante todo o período Monárquico Parlamentar Constitucional Representativo no Império do Brasil (18241889).
● Constituição de 1891 - 1ª Constituição da República
● Constituição de 1934 - 2ª Constituição da República
● Constituição de 1937 - 3ª Constituição da República
● Constituição de 1946 - 4ª Constituição da República
● Constituição de 1967 - 5ª Constituição da República
● Constituição de 1988 - 6ª Constituição da República

URL 01 - URL 02 - URL 03

O Brasil não possui melhor opção neste degradado ambiente de inconstitucionalidades desta fracassada República. O Momento Político é oportuno para o reencontro dos brasileiros com a sua História, com as suas tradições, com o seu destino de grandeza interrompido por uma traição; redirecionando a Nação Brasileira a sua original Vocação de Grandeza Imperial, onde cargo político é missão. Basta lembrar ao povo que já estivemos bem na História, e aos militares do Exército que seu Patrono é o Duque de Caxias.

- IV -

Reino do Terror Republicano
A Revolução "Iluminada"
A Simbologia Sinistra que alguns Traidores da Pátria importaram para o Brasil


1 • Esta Carapuça Vermelha (Barrete Frígio) usada pelo Povo & Carrascos no vídeo, acabou sendo considerada um Símbolo da Revolução Francesa. A República carecendo de Identidade, a associou posteriormente a figura feminina de seios generosos da obra: “A Liberdade Guiando o Povo”, pintada em 1830 por Eugène Delavcoix, incorporando a Alegoria fictícia da Efígie da República Francesa, travestindo assim! o Terror numa caricatura bonita, venerada por alguns republicanos brasileiros durante as articulações conspiratórias contra o Império do Brasil
2 • Contrariando a Democracia da Monarquia Parlamentar Imperial Brasileira, estes traidores sem honra ou grandeza, consumaram o Crime de Traição e Lesa-Pátria de 15 de novembro de 1889, inaugurando a Primeira Ditadura Militar da História do Brasil - Estado de Exceção Republicano batizado de Estados Unidos do Brasil. Prontamente adotam e levam a sério esta simbologia francesa alienígena às Tradições Nacionais Brasileiras, hoje estampada em vários Brasões e Bandeiras de Cidades, Municípios e Estados pelo Brasil afora, indiferente às opiniões de suas populações. Em 1994, a Efígie de Marianne, ícone que incorpora os ideais da República Francesa (Liberdade, Igualdade, Fraternidade), passou a ser impressa em todas as cédulas do Real (unidade monetária nacional), e cunhada na moeda de R$1,00. 
URL
3 • Nesta foto são Moças travestidas de Marianne, a Figura Alegórica Feminina da República Francesa, inspirada na imagem da Liberdade na obra “A Liberdade Guiando o Povo”, pintada em 1830 por Eugène Delacroix. Elas estão numa manifestação de 2013 em Paris, e ostentam Barretes Frígios (Gorro Frígio). Este Barrete Frígio ou Barrete da Liberdade (de Frigia), fazendo parte integrante da Figura Feminina é a Efígie da República, que personificada como Marianne, encarna os Princípios que fundamentam a República Francesa, e representa a permanência dos Valores da República e dos cidadãos franceses. Marianne é um símbolo da França, a Guardiã das raízes e dos valores nascidos na Revolução Francesa, portanto da Identidade da República Francesa implantada a partir de 1789.
4 • Marianne trata-se de um símbolo fictício de virtudes abstratas sem identidade, uma espécie de Ídolo de Barro da Seita Positivista (Apostolado Positivista do Brasil), Maçonaria & República, que não pertence e nem representa às Origens das Raízes Seculares do Estado Brasileiro, fundado como Nação Independente e Soberana, orientada por suas Tradições Históricas em 1822, mantendo colossal Território Continental herdado do Brasil Colônia e Reino do Brasil; indivisível, unido, afirmando a Legítima Identidade Nacional, alicerce do comprometimento e da cumplicidade de um povo, na construção do internacionalmente Respeitado Império do Brasil. Democracia Coroada Parlamentar, considerada a mais liberal do seu tempo.
5 • No capítulo - VIII - da Matéria Marianne: Marianne (01) - Marianne (02) - Marianne (03), são versões oficiais que enaltecem o Símbolo Marianne da República da França, inspirado numa cena imaginária iconográfica de uma carnificina, materializada numa pintura. Ícone levado a sério, descaracterizado, adotado e caricaturado como uma espécie de Deusa da República, talvez até involuntariamente pela mediocridade dos republicanos brasileiros, indiferentes a Legítima Identidade Histórica Nacional Brasileira, ou então pelo próprio Governo da França, para justificar ao seu povo a República em si. O horror da demência é intencionalmente maquiado pelo Artista, concebendo na Obra como destaque, uma saudável bela jovem determinada e corajosa com seios generosos à mostra, como apelo visual psicológico, criando a ilusão de aura heróica encantada feminina, que induz à fantasia da recompensa como fim. O próprio Governo Francês também faz menção a esta versão em "Marianne (01)"... E o Brasil que se exploda com estas coisas inventadas pela França, para a França. 
URL
Não é sensato para o Movimento Monárquico Brasileiro Discutir Religião... É burrice.
F ● O Brasil Imperial respeitava as diversas Religiões e Religiosidades. D. Pedro II foi um grande mecenas das artes e da ciência... Falava diversos idiomas. Discursava em grego e latim. Além do francês, italiano, provençal, alemão, tupi, guarani, sânscrito, árabe; ainda falava fluentemente o hebraico, e se interessava pela religiosidade alheia. A Fé é indiscutível. São os fanáticos que acham que a sua “Fé” é melhor do que a dos outros. Os verdadeiros Religiosos e Sábios estudam todas as religiões; principalmente àquelas que respeitam o próximo, essencialmente a Vida. As Igrejas Católicas, Evangélicas... Ou qualquer uma que seja; não possuem o monopólio da salvação. Somos o templo de Deus. Nós somos a Igreja. Ele habita em nossos corações. Não importando onde estejamos. Seja aqui na terra ou entre as estrelas dos muitos céus do Cosmos multidimensional. Todas as Religiões seguem essencialmente os ensinamentos dos seus Líderes, Entidades, ou da Força Cósmica que rege todas as coisas no Universo. Tudo que foi dito anteriormente ou posteriormente a sua materialização ou da sua percepção. Àquilo que entra em sintonia com que se tem de mais íntimo. Não seguir as ditas Religiões... Não necessariamente representa inexistir a religiosidade íntima, ou que a pessoa não seja um Sábio. Se somos meios Judaístas, Cristãos, Budistas, Islâmicos, Hinduístas... Espíritas. Podemos até seguir parte destes ensinamentos ou falar que somos... Mas não plenamente.
Algumas Matérias deste Blog
01 • A MUDANÇA
39 • Comunismo
40 • Marianne
5
URL da Imagem