DEFUNTA REPÚBLICA DE MENTIRA

"(...) É, todavia, difícil compreender por que, até o fim do reinado de Pedro II, o Brasil era um país mais promissor que os EUA, mais importante que a China, a Índia, o Japão, a Coréia e quase todos os países europeus - de onde vieram muitos imigrantes - e hoje ocorre o oposto: (...)" - (Dr. José Carlos de Almeida Azevedo)

Defender a manutenção da imundície da Ilegítima Ditadura Republicana Genocida Brasileira, que seguiu matando pelo futuro milhões com suas inconsequências, negligências, omissões... É de uma falta de conhecimento extrema, de uma burrice crônica absoluta, ou de uma voracidade predatória sem precedentes... Apenas caindo Dilma com o seu "Perda Total", mesmo que seja junto com suas coligações (Partidos dos Partidos...) das Organizações Criminosas das Facções Narco-Psicopatas-Partidárias-Copartícipes dos Regimes Síndico-Comuna-Socialistas-Golpistas, da Máquina de Prostituição Parlamentar do Poder Central Republicano, Alinhada a Política Transnacional Continental Latina Americana do Foro de São Paulo... Quase nada mudará nessa decadente República de mentira nunca proclamada de fato - a sujeira mais uma vez apenas mudará de mãos.

O Brasil é escravizado por uma caricatura republicana presidencialista moralmente ilegítima abortada defunta como regime totalitário, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro numa sucessão de ditaduras civis e militares... Nódoa negra do hoje paradoxalmente dito Exército do monarquista Caxias do Exército Imperial Brasileiro. Aliciados por meia dúzia de traidores da pátria discípulos da Seita Positivista, alguns militares do Exército Imperial foram utilizados como ferramenta executora do trabalho sujo que mergulhou o país nas trevas, com a desastrosa inauguração da primeira ditadura militar da História do Brasil em 15 de novembro de 1889, acabando com a democracia da Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa do promissor respeitável Império do Brasil, que ombreava com as outras três nações mais poderosas, cuja sua Armada Imperial somada a Marinha Mercante, foi a 2ª Potência Naval da terra. Num determinado momento da nossa história, já fomos mais poderosos do que os Estados Unidos da América do Norte.

No desastre do Flagelo Republicano, entre mandos e desmandos nesses 126 anos de estagnação, se somam: "12 Estados de Sítios, 17 Atos Institucionais, 6 Dissoluções do Congresso, 19 Revoluções ou Intervenções Militares, 2 Renuncias Presidenciais, 3 Presidentes Impedidos, 4 Presidentes Depostos, 6 Constituições Diferentes, 4 Ditaduras e 9 Governos Autoritários"... Mais os últimos 30 anos de retrocessos perdidos num oceano de esgoto sem precedentes na História do Brasil, com a 6ª tentativa ressuscitadora do pesadelo da tragédia dessa fracassada Nova República Salvadora da Pátria perdida em si mesma, que além de produzir desde 1985 mais de 3.000.000* de assassinatos (*Incluindo as mortes provocadas pelos desserviços e/ou omissões dos sucessivos desgovernos), nos conduziu mais uma vez a um terrível vazio. E, tudo indica que a burrice ou obscuras ambições dos dementes políticos predadores devoradores da pátria, indiferentes ao que já funcionou a contento na história dessa nação fundada em 1822 como Império, continuarão como insaciáveis varejeiras investindo no engodo de novas inúteis defuntas repúblicas, que têm sido sinônimos de Desgraça Nacional. (Emanuel Nunes Silva)

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal Forças Armadas Republicanas Brasileiras


Clique na imagem para ampliá-la
A primeira Bandeira da República do Brasil

Em 15 de novembro de 1889 a República dos Estados Unidos do Brasil é proclamada no Rio de Janeiro, Capital do Império do Brasil, a partir de um Golpe de Estado à revelia da vontade do povo. O seu Proclamador Marechal Manoel Deodoro da Fonseca torna-se o primeiro Presidente da República. Esta foi a Primeira Bandeira da República Brasileira, criada por Ruy Barbosa, usada entre 15 e 19 de novembro de 1889. Uma caricatura da Bandeira dos Estados Unidos da América do Norte. 


Já se somam 124 anos de retrocessos republicanos no Brasil. Respeitando a escala do tempo nas suas devidas proporções, fomos uma nação respeitada que ombreava com os três países mais poderosos da terra. A Armada Imperial Brasileira somada com a Marinha Mercante foi a segunda Marinha do planeta. Já fomos o País do Futuro o que chamam hoje de País de Primeiro Mundo. Perdemos este status em nome de uma irresponsável experiência republicana que inaugurou a primeira Ditadura da História do Brasil, que para se manter nos seus 7 primeiros anos assassinou 150.000 brasileiros  numa época em que a população brasileira era de apenas 17.400.000 habitantes (195.000.000 : 17.400.000 = 11 vezes menor) o que corresponderia quantitativamente proporcionalmente nos dias atuais a 1.650.000 de mortos. 

Hoje por diversas razões, muitas delas obscuras, indivíduos ingênuos & iludidos por ideologias estranhas às nossas Raízes, zumbizados pela doutrinação comunista positivista nas escolas; lobotomizados desde tenra idade. Outros com seus interesses obscuros ou suas conveniências pessoais; consideram mais extraordinário e relevante os 400 mortos dos 20 anos da última Ditadura Militar, a maioria deles Terroristas e Guerrilheiros mortos em combate, do que o genocídio executado pela violenta repressão do primeiro Governo Ditatorial Republicano, no seu curto período inicial de 7 anos.

A despeito da intensa propaganda republicana, a idéia da mudança de regime político não ecoava no país. Em 1884, foram eleitos para a Câmara dos Deputados, apenas três republicanos, entre eles os futuros presidentes da República Prudente de Morais e Campos Sales. Na legislatura seguinte, apenas um conseguiu ser eleito. Na última eleição parlamentar realizada no Império do Brasil, a 31 de agosto de 1889, o Partido Republicano só elegeu dois Deputados. Percebendo que não conseguiriam realizar seu projeto político pelo voto, os republicanos contrariando a democracia da Monarquia Parlamentar (Constitucional) do Império do Brasil, optaram por concretizar seus ideais alienígenas adversos à autêntica Identidade Nacional, apelando pelo Golpe de Estado (Militar), quando foi inaugurada a primeira Ditadura da História do Brasil. Neste sentido a República Brasileira continua sendo um Sistema de Governo moralmente ilegal (fora da lei) e marginal. O resultado aí está para que todos vejam e reflitam.

Manoel Deodoro da Fonseca

Feliz Natal Forças Armadas Republicanas Brasileiras
Já passou da hora do Exército dito o do Imperial de Caxias (Se vivo fosse em 15 de novembro de 1889, jamais o Golpe Republicano de Traição e Lesa-Pátria se consumaria) devolver o que foi tomado à revelia. Chega da lambança dessa masturbação infinita ideológica predatória, gozada todos os dias na cara dos brasileiros. Basta de orgias promíscuas sequeladoras com o dinheiro público, promovidas pelas Ligas das Facções Narco-Psicopatas-Partidárias Copartícipes dos Regimes-Síndico-Comuna-Socialistas-Golpistas, à serviço das Organizações Criminosas da Máquina de Prostituição Parlamentar do Poder Central, dessa já 6ª fracassada insana Experiência Ressuscitatória do Cadáver da Malfadada República de Mentira, da Seita Positivista nunca proclamada de fato que acabou com a nação Brasileira.


A segunda Bandeira Republicana Brasileira atualizada, depois da tentativa de empurrarem uma ridícula caricatura da Bandeira dos Estados Unidos da América do Norte.
A frase Ordem e Progresso foi influência de uma corrente positivista francesa do início do século XIX de Auguste Comte. A frase deveria ser: “Ordem, Progresso e Amor”, mas esta última palavra não foi incluída nos dizeres da Bandeira da recente criada República dos Estados Unidos do Brasil. O Positivismo francês nesta bandeira republicana brasileira seria: "o amor por princípio e a ordem por base; o progresso por fim". Note que estas características desta Bandeira, diferentemente das Bandeiras do Brasil de 1500 a 1889, nada tem a ver com nossas origens, raízes e legítima identidade histórica nacional, simplesmente por ter sido inspirada por ideologias alienígenas às coisas do Brasil.

Neste Modelo de Sistema de Governo Republicano Brasileiro que tanto defendes, o Exército Brasileiro sob o comando do “Marechal de Ferro” republicano, assassinou covardemente 150.000 Monarquistas brasileiros, e após a sua morte a matança de nacionais continuou pelo Brasil afora, principalmente em Canudos.
Guerra de Canudos
A palavra República no Brasil virou sinônimo de Palavrão

A palavra República no Brasil, cada vez mais vira sinônimo de palavrão. Além destes 124 anos de retrocessos, de quanto mais tempo será necessário para que a Ficha Caia para um republicano inteligente entender que esta experiência republicana por aqui nunca funcionou, e nem tem como funcionar?... E o que mais falta acontecer neste país para o suposto Exército de Caxias reconhecer a sua grande lambança de 1889 (Crimes de Traição & “Lesa Pátria”) liderada pelo então Marechal Manoel Deodoro da Fonseca, seguida das desastrosas consequências, do seu fracassado e moralmente ilegal Governo Ditatorial, para devolver aos brasileiros a Potência Mundial, que com suas inconsequências... O Brasil deixou de ser. Para que pare de reclamar das suas mazelas se fazendo de vítima do desprezo dos Desgovernos do presente, que descaradamente desmantelam, desrespeitam, perseguem e pune esta e as demais Forças, além de impunemente apesar dos seus crimes do presente, agora estarem acusando os militares conforme seus caprichos, para que consigam atingir seus sombrios objetivos, custe o que custar... Transformando Bandidos em Heróis para que fiquem bem nos Livros de História.
O que o Exército está esperando para recuperar a honra do seu passado heróico, e deixar de viver apenas das lembranças de glórias que se perdem na bruma da memória. Cumpram com seus deveres constitucionais Senhores, primeiramente sejam bravos reconhecendo que a decadência se iniciou em 15 de novembro de 1889 com as desastrosas ações de alguns maus ou ingênuos soldados, como foi o caso do traidor da pátria Marechal Deodoro da Fonseca, cujo resultado hoje 124 anos depois, continua degradando todos os setores da sociedade, inclusive as Forças Armadas. Mostrem que ainda são o outrora Exército de Caxias, honrem o seu Patrono, não se deixem mais serem aliciados por interesses obscuros, recuperem o prestígio perdido para efetivamente ficarem bem na História que será estudada pelas criancinhas nas escolas; não este acanhado prestígio que desesperadamente se apegam neste Mar de Esgoto que: as Forças Armadas são a instituição mais confiável do Brasil – De que vale ser o melhor “elemento” atolado numa Gigantesca Fossa, que a cada dia perde seu poder de ação e reação, agonizando e sucumbindo neste pegajoso lodo, passivo a todo tipo de humilhação?

Clique na imagem para ampliá-la
Marechal Deodoro da Fonseca
Eu gostaria de saber o que esta pessoa fez com as suas inúmeras Condecorações Imperiais, depois de ter traído o Imperador D. Pedro II e a Nação Brasileira.
 
A República Brasileira é uma farsa moralmente fora da lei que deve ser desconstruída para bem da Nação... Os resultados aí estão para que todos vejam. 124 anos de experiências desastrosas já é mais que suficiente para qualquer idiota perceber que por aqui não deu certo. Não funcionou e nem vai funcionar. Burrice é ficar mais 100 anos insistindo nos mesmos erros na ilusão de esperar resultados diferentes.
Na Tragédia Republicana Brasileira, não importa o lado que escolhas... Qualquer que seja a Facção Política eleita nessa moralmente ilegítima República, o resultado final sempre será um grande nada. É assim que tem sido e sempre será. Enquanto a alienígena Bandeira da Seita Positivista que representa a criação do primeiro Estado de Exceção da História do Brasil tremular em seu território continental, indiferente às nossas raízes históricas e a legítima Identidade Nacional, não for descartada e substituída pelo Pavilhão Original, que simboliza as origens do Respeitado Estado Brasileiro Independente e Soberano que existiu até 1889; jamais a Nação Brasileira reencontrará o seu destino de grandeza interrompido por uma Traição, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro.

Nesse ambiente degradado republicano onde cargo político nunca foi missão, hordas desesperadas insaciáveis de Políticos Inúteis corruptos e corruptores, sugam ininterruptamente as mamas da Mãe Marianne da República Brasileira Importada por meia dúzia de traidores da pátria em 1889. Nas barbáries da Desgraça Nacional... Ainda assim! tem "ingênuo" conivente, e praticamente toda a grande Imprensa & Mídia, defendendo as insanidades das Coalizões Criminosas Partidárias, levianamente aliciando o povo, afirmando que uma Legítima Intervenção Federal Constitucional para desinfetar o Brasil da Sinistra Praga da Bandidagem da Politicagem Inútil, Coligadas por Organizações Criminosas Partidárias da pior espécie, financiadas com as mais altas taxas tributárias do planeta que escraviza toda a nação, nunca suficientes para saciar a voracidade das suas prioridades ideológicas, sempre em detrimento do Brasil e seu povo... É sinônimo de Golpe Militar ou pedir a volta da Ditadura Militar.

São praticamente todos Traidores da Pátria. Essa gente com suas imundices destrói o maior tesouro da nação na sua essência com o mau-caratismo dos seus exemplos, por estarem aliciando crianças e jovens que amanhã estarão fazendo pior do que estes Abutres em quem se espelham no presente. Isso é crime de Traição à Pátria. Lesa Pátria. Que além de colocar em risco a Soberania Nacional, degrada qualquer nação a partir da destruição moral da sua reserva humana.
Por mais que me esforce nesse ambiente degradado, não consigo ver nobreza alguma em vossos representantes políticos republicanos... Tampouco algo em suas atitudes que os honrem ou engrandeçam. 
Tomem uma atitude nem que seja em nome das nossas criancinhas que são o futuro desta nação. Reflitam como elas estarão ensinando seus filhos amanhã. Se nada for feito... Serão vítimas da grande desgraça que explicitamente hoje se desenha, deste Projeto Perpétuo de Poder Fora da Lei que rasga a Constituição do ridículo Brasil amputado, Desgovernado por Organizações (Partidos) Criminosas sem escrúpulos, além do risco de verem as fronteiras do seu amado país encolher. Libertem o Brasil da sua pior desgraça que os Senhores com suas inconsequências institucionalizaram, legalizando as ilegalidades, legitimando vossas incompetências, fracassos... Assassinatos, que sem guerra eliminou covardemente apenas sob o comando de Floriano Peixoto "O Marechal de Ferro" da República, cerca de 150.000 brasileiros só porque eram Monarquistas. Após a morte de Floriano, a matança de nacionais continuou pelo Brasil afora, principalmente em Canudos... Portanto tenham coragem e honradez de libertar o Brasil do seu pior problema. Desta República que os Senhores inventaram à revelia, sem que o povo brasileiro lhes tenha solicitado. 

Feliz Natal
Emanuel Nunes Silva
24 de dezembro de 2011
Clique na imagem para ampliá-la
Bandeira do Brasil Império, a Bandeira mais linda do mundo
A Bandeira de Caxias, O Passificador, Patrono do Exército Brasileiro,
atualizada com as atuais 27 estrelas
Clique na imagem para ampliá-la
Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias
(Porto da Estrela, 25 de agosto de 1803Desengano, 7 de maio de 1880),
 alcunhado O Pacificador ou O Marechal de Ferro.

A Espada de Caxias
Clique nas imagens para ampliá-las
A Bandeira do Brasil Imperial, A Espada de Caxias,
A Última Ceia, O Cálice Sagrado
Clique na imagem para ampliá-la
Dia do Soldado
124 anos de experiência Republicana, já é quase o Dobro do período Imperial. A grande diferença é que desde a fundação da Nação Brasileira Independente e Soberana como Império em 1822... Até 1889 (76 anos), este Império transformou um país atrasado num Brasil respeitado entre o universo das nações do seu tempo, com status de 4ª potência Global. Ao passo que a República de 1889 a 2012 (124 anos), reduziu um Brasil de primeiro mundo num país fracassado cada vez mais dependente das tecnologias dos outros. Ironicamente os golpistas de 1889 pregavam que a República havia chegado para melhorar o Brasil em todos os sentidos (uma espécie de Libertação das Trevas)... Hoje muitos idiotas republicanos culpam a Colonização Portuguesa e o período Imperial por todas as mazelas do Brasil. A República não cumpriu a que veio, e agora quer responsabilizar a História do Brasil até 1889, por suas incompetências e fracassos.
Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la
O nosso Exército de Caxias não morreu... Ainda há esperança
Exército Marionete Refém desta fracassada República que inventou.
Pau Mandado de uma deprimente Organização Criminosa deste Poder Constituído.
O que o Exército está esperando para recuperar a honra do seu passado heróico, e deixar de viver apenas destas lembranças de glórias do outrora Império do Brasil, que se perdem na bruma da memória. Cumpram com seus deveres constitucionais Senhores, primeiramente sejam bravos reconhecendo que a decadência se iniciou em 1889, com as desastrosas ações de alguns maus ou ingênuos Soldados... Quando os Senhores inventaram a Primeira Ditadura da História do Brasil, sem que a população tenha solicitado. Mostrem que ainda são o Exército de Caxias que traíram... Honrem o seu Patrono, não se deixem mais serem aliciados por interesses obscuros. Não desonrem vossas fardas mais uma vez se fazendo ironicamente de "vítimas", coniventes e cúmplices da grande desgraça que explicitamente hoje se desenha; onde rasgam a Constituição tal qual os Srs. fizeram solapando criminosamente arbitrariamente o Poder, sem honra ou grandeza em 15 de novembro de 1889, com um grupo de militares do Exército Brasileiro liderados pelo Marechal Deodoro da Fonseca, que destituiu o Imperador D. Pedro II e assumiram o poder do país, e neste mesmo fatídico dia instituíram uma caricatura de um Governo Provisório Republicano assim composto: Marechal Deodoro da Fonseca como Presidente e Chefe do Governo Provisório, o Marechal Floriano Peixoto como Vice-Presidente. Como ministros: Benjamin Constant Botelho de Magalhães, Quintino Bocaiúva, Rui Barbosa, Campos Sales, Aristides Lobo, Demétrio Ribeiro e o Almirante Eduardo Wandenkolk. Todos membros regulares da Maçonaria Brasileira.

Traidores da Pátria:

Deodoro da Fonseca
Floriano Peixoto
Benjamin Constant
Quintino Bocaiúva
Rui Barbosa
Campos Sales
Aristides Lobo
Demétrio Ribeiro
Eduardo Wandenkolk

“Do ponto de vista do Código Criminal do Império do Brasil, sancionado em 16 de dezembro de 1830, os crimes cometidos por estes Membros Maçons republicanos contra o Império do Brasil foram: Artigo 87: Tentar diretamente, e por fatos, destronizar o imperador; privá-lo em todo, ou em parte da sua autoridade constitucional; ou alterar a ordem legítima da sucessão. Penas de prisão com trabalho por cinco a quinze anos. Se o crime se consumar: Penas de prisão perpétua com trabalho no grau máximo; prisão com trabalho por vinte anos no médio; e por dez anos no mínimo."

Não permitam que este Desgoverno com suas Organizações Criminosas sem escrúpulos (segundo o STF), implantem suas sombrias ambições do passado, além do risco de assistirmos as fronteiras do nosso amado país mantidas até o presente à custa de muitas Batalhas... Encolherem. Libertem o Brasil da sua pior desgraça que os Senhores com suas inconsequências institucionalizaram, legalizando as ilegalidades, legitimando vossas incompetências, fracassos... Assassinatos, que sem guerra eliminou covardemente apenas nos sete primeiros anos de violenta imposição repressiva republicana, cerca de 150.000 brasileiros, entre crianças, mulheres e anciões, numa época em que a população brasileira era de apenas 17.400.000, o que corresponderia quantitativamente proporcionalmente nos dias atuais a 1.650.000 mortos. 

Esta é a dívida que os Senhores têm com o Brasil. Portanto cumpram com seus deveres, para que a honra do outrora Exército de Caxias seja resgatada. 

Hoje por diversas razões, muitas delas obscuras, indivíduos ingênuos & iludidos por ideologias estranhas às nossas Raízes, zumbizados pela doutrinação comunista positivista nas escolas; lobotomizados desde tenra idade. Outros com seus interesses obscuros ou suas conveniências pessoais; consideram mais extraordinário e relevante os 400 mortos dos 20 anos da última Ditadura Militar, a maioria deles Terroristas e Guerrilheiros mortos em combate, do que o genocídio de 150.000 pessoas pela violenta repressão do primeiro Governo Ditatorial Republicano, no seu curto período inicial de 7 anos a partir de 1889, quando a população brasileira era 11 vezes menor que a de 2012. 

Emanuel Nunes Silva
28 de abril de 2013
Essa República de Mentira nada acrescentou de útil, virtuoso e verdadeiro ao Brasil. Por mais que me esforce, não consigo ver nobreza alguma em vossos representantes políticos republicanos... Tampouco algo em suas atitudes que os honrem e engrandeçam.
Os Regimes de Exceção: Autoritários, Totalitários, Ditatoriais... Que suprimiram as liberdades alcançadas pela Democracia da Monarquia Parlamentar Imperial Brasileira, a partir de 15 de novembro de 1889, são invenções dessa República Golpista nunca proclamada de fato, imposta arbitrariamente como o primeiro Regime Ditatorial Militar da História do Brasil Independente. Tragédia, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro... Interrompendo o nosso Destino de Grandeza.
Regimes Totalitaristas
Regimes Totalitaristas

"Totalitarismo (ou regime totalitário) é um sistema político no qual o Estado, normalmente sob o controle de uma única pessoa, político, facção ou classe social, não reconhece limites à sua autoridade e se esforça para regulamentar todos os aspectos da vida pública e privada, sempre que possível. O totalitarismo é caracterizado pela coincidência do autoritarismo (onde os cidadãos comuns não têm participação significativa na tomada de decisão do Estado) e da ideologia (um esquema generalizado de valores promulgado por meios institucionais para orientar a maioria, senão todos os aspectos da vida pública e privada).
Os regimes ou movimentos totalitários mantêm o poder político através de uma propaganda abrangente divulgada através dos meios de comunicação controlados pelo Estado, um partido único que é muitas vezes marcado por culto de personalidade, o controle sobre a economia, a regulação e restrição da expressão, a vigilância em massa e o disseminado uso do Terrorismo de Estado."
Comunismo & Nazismo

Partido (Único) Nacional Socialista (Nazista) dos Trabalhadores Alemães (da República Alemã), quanto o Partido (Único) Comunista (Socialista) da União das Repúblicas Soviéticas, buscaram inspiração nas idéias de Karl Marx. Costuma-se dizer que Comunismo é a Ditadura da Esquerda, enquanto o Nazismo seria a Ditadura da Direita. Nada mais falso, tanto o Nazismo quanto o Comunismo têm inspiração marxista. Ambos compartilham do ódio contra a burguesia, desrespeitam a propriedade privada (basta ver os confiscos realizados por ambos Regimes Totalitários Republicanos), do desprezo pelas liberdades individuais, da glorificação do Estado como centro das atenções, e da respectiva diminuição da importância do papel do indivíduo. Além disso, estes Regimes Republicanos pregam a planificação da economia, isto é, defendem o planejamento central da atividade econômica." Na História, todos estes regimes totalitários socialistas/comunistas, foram impostos se utilizando de métodos genocidas.
Enquanto isso na República Federativa do Brasil!...
Essa República de Mentira nada acrescentou de útil, virtuoso e verdadeiro ao Brasil. Por mais que me esforce, não consigo ver nobreza alguma em vossos políticos republicanos brasileiros... Tampouco algo em suas atitudes que os honrem ou engrandeçam.
Existe um paradoxo entre as posturas das Repúblicas, quanto suas autoridades de opinarem sobre Golpe de Estado Inconstitucional, quando 99% delas principiaram com um criminoso Golpe de Estado. No caso da Fundação do primeiro Estado de Exceção da História do Brasil em 1889, houve um genocídio nos seus 10 primeiros anos de fracassos em nome da sua consolidação, onde 200.000 pessoas foram mortas; a maioria delas sumariamente, numa época em que a população brasileira era 11 vezes menor que a atual, o que corresponde quantitativamente na atualidade a 2.000.000 de mortos. Quando estas repúblicas questionam seus golpes menores dados nos Golpes delas mesmas, é o mesmo que se estivessem questionando suas próprias legitimidades.


URL
(...) "À medida em que o povo foi tomando conhecimento do acontecido, movimentos pela volta da Família Imperial começaram a eclodir por todo o Brasil. O governo republicano os destroçou com punho de ferro. (...)"
Outros Endereços
Enquanto isso a Presidenta na República do Brasil:
Dilma proibiu os Militares Brasileiros de comemorarem o Dia 31 de março (Contra-Golpe de 64). Entretanto ela prefere comemorar a Revolução Cubana que já assassinou mais de 85.000 cubanos naquela ilha prisão cuja população equivale apenas a da Grande São Paulo.
Vejam o que Dilma fala aos 3:20 minutos deste vídeo com uma gigantesca Bandeira Cubana ao fundo.
Outrora a Terrorista Dilma nunca lutou pela Democracia. 
URL
O Brasil não possui melhor opção neste degradado ambiente de inconstitucionalidades desta fracassada República. O Momento Político é oportuno para o reencontro dos brasileiros com a sua História, com as suas tradições, com o seu destino de grandeza interrompido por uma traição; redirecionando a Nação Brasileira a sua original Vocação de Grandeza Imperial, onde cargo político é missão. Basta lembrar ao povo que já estivemos bem na História, e aos militares do Exército que seu Patrono é o Duque de Caxias.
ALGUMAS MATÉRIAS DESTE BLOG
01 • A MUDANÇA
30 • Comunismo
31 • Marianne

  5 
 INÍCIO