DEFUNTA REPÚBLICA DE MENTIRA

"(...) É, todavia, difícil compreender por que, até o fim do reinado de Pedro II, o Brasil era um país mais promissor que os EUA, mais importante que a China, a Índia, o Japão, a Coréia e quase todos os países europeus - de onde vieram muitos imigrantes - e hoje ocorre o oposto: (...)" - (Dr. José Carlos de Almeida Azevedo)

Defender a manutenção da imundície da Ilegítima Ditadura Republicana Genocida Brasileira, que seguiu matando pelo futuro milhões com suas inconsequências, negligências, omissões... É de uma falta de conhecimento extrema, de uma burrice crônica absoluta, ou de uma voracidade predatória sem precedentes... Apenas caindo Dilma com o seu "Perda Total", mesmo que seja junto com suas coligações (Partidos dos Partidos...) das Organizações Criminosas das Facções Narco-Psicopatas-Partidárias-Copartícipes dos Regimes Síndico-Comuna-Socialistas-Golpistas, da Máquina de Prostituição Parlamentar do Poder Central Republicano, Alinhada a Política Transnacional Continental Latina Americana do Foro de São Paulo... Quase nada mudará nessa decadente República de mentira nunca proclamada de fato - a sujeira mais uma vez apenas mudará de mãos.

O Brasil é escravizado por uma caricatura republicana presidencialista moralmente ilegítima abortada defunta como regime totalitário, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro numa sucessão de ditaduras civis e militares... Nódoa negra do hoje paradoxalmente dito Exército do monarquista Caxias do Exército Imperial Brasileiro. Aliciados por meia dúzia de traidores da pátria discípulos da Seita Positivista, alguns militares do Exército Imperial foram utilizados como ferramenta executora do trabalho sujo que mergulhou o país nas trevas, com a desastrosa inauguração da primeira ditadura militar da História do Brasil em 15 de novembro de 1889, acabando com a democracia da Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa do promissor respeitável Império do Brasil, que ombreava com as outras três nações mais poderosas, cuja sua Armada Imperial somada a Marinha Mercante, foi a 2ª Potência Naval da terra. Num determinado momento da nossa história, já fomos mais poderosos do que os Estados Unidos da América do Norte.

No desastre do Flagelo Republicano, entre mandos e desmandos nesses 126 anos de estagnação, se somam: "12 Estados de Sítios, 17 Atos Institucionais, 6 Dissoluções do Congresso, 19 Revoluções ou Intervenções Militares, 2 Renuncias Presidenciais, 3 Presidentes Impedidos, 4 Presidentes Depostos, 6 Constituições Diferentes, 4 Ditaduras e 9 Governos Autoritários"... Mais os últimos 30 anos de retrocessos perdidos num oceano de esgoto sem precedentes na História do Brasil, com a 6ª tentativa ressuscitadora do pesadelo da tragédia dessa fracassada Nova República Salvadora da Pátria perdida em si mesma, que além de produzir desde 1985 mais de 3.000.000* de assassinatos (*Incluindo as mortes provocadas pelos desserviços e/ou omissões dos sucessivos desgovernos), nos conduziu mais uma vez a um terrível vazio. E, tudo indica que a burrice ou obscuras ambições dos dementes políticos predadores devoradores da pátria, indiferentes ao que já funcionou a contento na história dessa nação fundada em 1822 como Império, continuarão como insaciáveis varejeiras investindo no engodo de novas inúteis defuntas repúblicas, que têm sido sinônimos de Desgraça Nacional. (Emanuel Nunes Silva)

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

FORO DE SÃO PAULO DE "A a Z" - OS TRÊS PASSOS PARA O NEO-COMUNISMO

INTRODUÇÃO
Política Socialista Transnacional Continental Latina Americana do Foro de São Paulo
➤ "(...) O Foro de São Paulo é uma organização que reúne de maneira promíscua partidos políticos legais, organizações terroristas e grupos narcotraficantes. Fundado em 1990 por Luiz Inácio Lula da Silva e Fidel Castro (As Farc – Forças Revolucionárias da Colômbia) com apoio de Fernando Henrique Cardoso (FHC), que prometiam reconquistar na América Latina o que se havia perdido no Leste Europeu. Seu objetivo era traçar estratégias comuns e lançar “novos esforços de intercâmbio e de unidade de ação como alicerces de uma América Latina livre, justa e soberana”. A unidade estratégica dessas organizações visava tomar o poder em todo o continente, criando uma frente de governos socialistas em oposição aos Estados Unidos. Hoje, duas décadas depois, o Foro de São Paulo governa 16 países, nos quais aplica a mesma agenda de aparelhamento do Estado, de limitação das liberdades civis, de relaxamento no combate ao narcotráfico, de perseguição à oposição e à imprensa livre. (...)" 
Para complementar a grande lambança do Positivismo adotado pelos Traidores da Pátria Golpistas, responsáveis pela tragédia de 15 de novembro de 1889 que acabou com o Brasil... Posteriormente essa República de mentira nunca proclamada de fato, ainda adiciona a desgraça do Gramscismo ao seu coquetel de imundícies, para finalmente metamorfosear-se nesse Inútil Esgoto Moral Republicano Caricato Comunista Brasileiro, preso ao pegajoso lodo dos abissais de um Oceano de Horrores. Essa decadente Forma de Governo nesses 125 anos de fracassos, tem sido sinônimo de Tragédia Nacional. Qualquer semelhança com a matéria abaixo da costarriquenha Viviana Padelin, com a atual Desconjuntura Política Institucionalizada Brasileira já sendo constitucionalizada, não é mera coincidência: 
PCB, PCdoB, PT e a maioria dos inúteis 35 partidos, atolados no lodo da imundície republicana brasileira... Adoram importar fórmulas prontas dos outros, mesmo que estas não funcionem mais por lá. Botem seus neurônios para trabalharem cambada de incompetentes abduzidos – criem um partido que tenha raízes nacionais. Parem de venerar as ideologias, símbolos, heróis dos outros seus dementes. Não somos nenhuma União Soviética, China Comunista, tampouco uma Cuba. Vão pregar suas sandices ideológicas alienígenas clonadas em outras plagas. 
A República não cumpriu à que veio: FRACASSOU. A Monarquia Constitucional Parlamentarista Representativa Brasileira não é de Direita nem de Esquerda – é de todos. Não é Partidária tampouco Ideológica; simplesmente atende aos interesses da nação... Chefe de Estado Suprapartidário — Apartidário não Populista, fiscalizando o Chefe de Governo – protegendo a população dos maus políticos... Só com a Restauração da nossa Monarquia. Única Forma de Governo que funcionou à contento no Brasil. 
– I –
I Desarmaram a população, e agora armam um exército paralelo composto inclusive por mercenários bancados com o dinheiro público para espancar & matar brasileiros. Parece mesmo que finalmente o Senhor Lula está preocupado com alguma coisa para ameaçar o Brasil com uma Guerra Civil... Como tenho dito: não largarão o osso facilmente.

II  Se as FFAA intervirem nas manifestações com o intuito de impedi-las a pedido da Dona Dilma, na atual desconjutura da sua desgovernabilidade, estarão Traindo a Pátria, e toda essa aura de instituição mais respeitada que construíram durante estes últimos 30 anos... Vai para o ralo. Cabe às FFAA exclusivamente intervir nas hordas de zumbis depredadoras articuladas pelas Organizações Criminosas subservientes ao Terrorismo de Estado, se houver vandalismo generalizado como costumeiramente fazem com a intenção de desviar o foco.
III ● Quanto mais as instituições que têm o dever constitucional (artigos 1º, 2º, 142º e 144º) de defender o país dos inimigos internos e externos retardarem o que tem que ser feito, mais sangrento será o confronto. Desta vez as dimensões da tragédia que se desenha é responsabilidade única das FFAA, diferentemente de 1964 que foi preciso milhões irem às ruas. Naquela época o clamor público se justificava pelo fato da Intervenção Militar não estar prevista na Carta Magna; entretanto hoje está, e não há a necessidade do povo exigir que a lei seja cumprida para que as FFAA façam o seu trabalho, intervindo nesse Estado de Coisas Desconjunturadas Desconjuradas já institucionalizadas, e sendo apressadamente constitucionalizadas... Nesse momento oportuno esta ação independe da Clamação Popular, por ser uma das obrigações das FFAA. Portanto ou cumprem com seus deveres constitucionais preservando inclusive a própria Constituição honrando seus juramentos, ou traem a nação. Não confunda hoje Intervenção Federal Constitucional Militar com Golpe ou Ditadura.
URL
IV Nesse esgoto moral da classe política republicana brasileira, o Impeachment de um presidente, apenas favorece os interesses partidários, e muda a sujeira de mãos, além de não ter o poder para banir do Território Nacional os partidos envolvidos com a rede de corrupção, mais o Partido dos Traidores da Pátria com seus coligados, junto com todos os partidos copartícipes do Foro de São Paulo. Entretanto entendo que os movimentos Pró-Impeachment é mais simples de ser assimilado pela maioria lobotomizada desde tenra idade nos bancos das escolas por professores Socialistas&Comunistas Idiotas Úteis, além de deixar patente a indignação coletiva quanto a desqualificação desta Organização Criminosa travestida de Governo, legitimando o desencadear de uma Intervenção Federal Constitucional Militar, cujos resultados seriam mais abrangentes... Único meio de punir de fato a Escória Partidária Politiqueira do país que nada acrescenta e só subtrai. O resto é balela e politicagem inútil.

● Impeachment- Luiz Trevisani & Eder Borges

Apenas um Impeachment sem banir todos os partidos das coligações do PT junto com os partidos copartícipes do Foro de São Paulo, não resolve... É burrice. A Intervenção Militar também está na Constituição, além de ser o único antídoto para dar um basta nesta desconjuntura aparelhada institucionalizada, já sendo apressadamente constitucionalizada. Por isso que o Esgoto Moral Político Republicano Brasileiro sempre vai preferir e até apoiar o Impeachment. Um Impeachment neste lamentável Estado de Coisas, significa apenas MUDAR A SUJEIRA DE MÃOS, mas para a Decadente Política Republicana Brasileira e milhões de ingênuos Analfabetos Funcionais... Significa MUDANÇA.

URL
VI ● As Origens Históricas do Estado Independente e Soberano Brasileiro, não tem sintonia, tampouco se harmonizará com a Integração da América Hispânica numa Pátria Grande. Enquanto que a América Espanhola se fragmentou em inúmeras republiquetas, o Brasil a partir de 7 de setembro de 1822 se emancipou como um Império, cuja a sua Forma de Governo Monárquica Parlamentarista Representativa, transformou em menos de 60 anos um Brasil atrasado numa Potência Global, respeitada entre o universo das nações no seu tempo. Esta é a grande diferença. Perdemos este status com o advento do Golpe de Estado de 15 de novembro de 1889, e certamente vamos perder ainda mais se a Nação Brasileira se fundir com esta tal de Pátria Grande.
URSAL

VII ● Para complementar a grande lambança do Positivismo adotado pelos Traidores da Pátria Golpistas, responsáveis pela tragédia de 15 de novembro de 1889 que acabou com o Brasil... Posteriormente essa República de mentira nunca proclamada de fato, ainda adiciona a desgraça do Gramscismo ao seu coquetel de imundícies, para finalmente metamorfosear-se nesse Inútil Esgoto Moral Republicano Caricato Comunista Brasileiro, preso ao pegajoso lodo dos abissais de um Oceano de Horrores. Essa decadente Forma de Governo nesses 125 anos de fracassos, tem sido sinônimo de Tragédia Nacional. Qualquer semelhança com a matéria abaixo da costarriquenha Viviana Padelin, com a atual Desconjuntura Política Institucionalizada Brasileira já sendo constitucionalizada, não é mera coincidência:
VIII ● O Regime Republicano Totalitário Socialista Comunista e o Regime Republicano Totalitário Socialista Nazista segundo a Declaração de Praga sobre Consciência Européia e Comunismo se equivalem: "o reconhecimento de que muitos crimes cometidos em nome do comunismo devem ser considerados crimes contra a humanidade, servindo, portanto como um aviso para as gerações futuras, tal como os crimes nazistas foram considerados pelo Tribunal de Nuremberg"... Continue lendo no Capítulo - V - abaixo:
IX ● Tanto o Comunismo quanto o Nazismo são Regimes Totalitaristas Republicanos. "Totalitarismo (ou regime totalitário) é um sistema político no qual o Estado, normalmente sob o controle de uma única pessoa, político, facção ou classe social, não reconhece limites à sua autoridade e se esforça para regulamentar todos os aspectos da vida pública e privada, sempre que possível. O totalitarismo é caracterizado pela coincidência do autoritarismo (onde os cidadãos comuns não têm participação significativa na tomada de decisão do Estado) e da ideologia (um esquema generalizado de valores promulgado por meios institucionais para orientar a maioria, senão todos os aspectos da vida pública e privada). Os regimes ou movimentos totalitários mantêm o poder político através de uma propaganda abrangente divulgada através dos meios de comunicação controlados pelo Estado, um partido único que é muitas vezes marcado por culto de personalidade, o controle sobre a economia, a regulação e restrição da expressão, a vigilância em massa e o disseminado uso do Terrorismo de Estado".
URL
"Inocentes" Analfabetos Funcionais em ação, financiados pelo Terrorismo de Estado. 
https://plus.google.com/110663682213472257506/posts/Mw7kwXjoUJg

● (29 de Março de 2012) — A primeira imagem mostra o "Ativista" Profissional "(...) Luiz Felipe Monteiro Garcez, o “Pato”, petista de carteirinha que covardemente cuspiu no Coronel-Aviador Juarez Gomes. (...)" – esse como os seus amigos quando "crescerem", já podem contar aos seus filhos que maltratavam octogenários ● A última imagem trata-se do “(...) Coronel de Artilharia (R) Amerino Raposo Filho, integrante da Força Expedicionária Brasileira, é agredido verbalmente por "estudante" comunista que sequer sabe quem é, e o que fez este herói nacional ● O então Governador Socialista&Comunista Tarso Genro do Rio Grande do Sul, nesse dia, sem ter na sua agenda nada programado para fazer no Rio de Janeiro, se deslocou de Porto Alegre até o Centro do Rio, apenas para assistir da calçada do outro lado da Avenida Rio Branco seus pupilos em ação... (...)” 
XI ● Totalitarismo (ou Regime Totalitário) é um sistema político no qual o Estado, normalmente sob o controle de uma única pessoa, político, facção ou classe social, não reconhece limites à sua autoridade e se esforça para regulamentar todos os aspectos da vida pública e privada, sempre que possível. O totalitarismo é caracterizado pela coincidência do autoritarismo (onde os cidadãos comuns não têm participação significativa na tomada de decisão do Estado) e da ideologia (um esquema generalizado de valores promulgado por meios institucionais para orientar a maioria, senão todos os aspectos da vida pública e privada).
XII ● Os regimes ou movimentos totalitários mantêm o poder político através de uma propaganda abrangente divulgada pelos meios de comunicação controlados pelo Estado, um partido único que é muitas vezes marcado por culto de personalidade, o controle sobre a economia, a regulação e restrição da expressão, a vigilância em massa e o disseminado uso do Terrorismo de Estado.
XIII ● Os Regimes de Exceção: Autoritários, Totalitários, Ditatoriais... Que suprimiram as liberdades alcançadas pela Democracia da Monarquia Parlamentar Imperial Brasileira, a partir de 15 de novembro de 1889, são invenções dessa República Golpista nunca proclamada de fato, imposta arbitrariamente como o primeiro regime ditatorial militar da História do Brasil Independente. Tragédia, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro... Interrompendo o nosso Destino de Grandeza.
XIV ● Lembro ao povo Cristão dessa Terra de Santa Cruz, que os fundamentos dessa República de Mentira, imposta arbitrariamente por meia dúzia de Traidores da Pátria, membros da Seita Positivista do francês Isidore Auguste Marie François Xavier Comte (August Comte) nada têm de Cruz; portanto nada justifica ao menos aos Senhores que se dizem cristãos, lutarem para perpetuar a principal causa da Desgraça Nacional: essa República com sua Bandeira Positivista, indiferente às nossas Raízes Históricas e a Legítima Identidade Nacional (nunca existiu identidade nacional republicana brasileira). 

XV ● “A Igreja Positivista do Brasil foi fundada no dia 11 de maio de 1881 por Miguel de Lemos na atual Rua Benjamin Constant, Nº. 74, no Bairro da Glória, na Zona Sul da Cidade do Rio de Janeiro. Sua sede é o Templo da Humanidade, onde ocorre a celebração da Religião da Humanidade, ou Positivismo, doutrina criada pelo filósofo francês Augusto Comte (1798 - 1857).”

Exército Brasileiro

Quando os alicerces da nação são fragmentados pelas atividades predadoras das facções coligadas partidárias, objetivando os corrosivos interesses obscuros do Partido Único... Uma Intervenção Militar Constitucional se faz necessária (artigos 1º, 2º, 142º e 144º). Diferentemente ao ocorrido de 1964, hoje esta ação reparadora está prevista na Carta Magna, e será apoiada pela esmagadora maioria da população, para conduzir democraticamente o Brasil por um caminho, que garanta ao povo aliciado por ideologias alienígenas, recuperar um mínimo de seus discernimentos perdidos nos últimos 30 anos, direcionando a nação a uma transição segura, para a Forma de Governo que já foi por aqui consagrada, e que além de ser a que melhor funcionou, tem mais sintonia com nossas Raízes Históricas, e a Legítima Identidade Nacional. Não é Golpe, e sim na atual Desconjuntura, é defender e resguardar a Soberania Nacional dos inimigos internos e externos, e banir este regime que não serve ao Brasil. Nunca existiu identidade nacional republicana brasileira, tampouco social&comunista republicana.
https://plus.google.com/+EmanuelNunesSilva/posts/XVJLfP4dPK7


Conclave de Washington
– II –
FORO DE SÃO PAULO DE "A a Z" 
OS TRÊS PASSOS PARA O NEO-COMUNISMO
(ERRONEAMENTE O NAZISMO É CONSIDERADO MOVIMENTO DE "EXTREMA-DIREITA" MAS É TÃO DE ESQUERDA QUANTO)
Cópia da estratégia dos governos derivados do foro de São Paulo (TRADUZIDO)
 Passo a passo do Neo-Comunismo - o Socialismo do século XXI (os Governos do Foro de São Paulo)
 Viviana Padelin é membro da Fraternidad Libertaria Latino-Americana - Costa Rica. 
1)- ETAPA DE IMPLANTAÇÃO. POPULISMO

Esta etapa pode ocupar até três presidências do mesmo governante ou mesmo partido ou mesma coalizão de esquerda. A implantação de cada um desses pontos dependerá da aceitação popular podendo, em consequência, dispensar alguns deles ou então acelerar o processo em sua segunda etapa.

A) Assistencialismo: Aumento de bônus familiares por filho, grávidas, planos de emergência, bolsas etc. Objetivo: votos de cabresto na próxima eleição.

B) Aumento da quantidade de cargos públicos: Estimam-se quatro votos do grupo familiar por cada novo emprego público.

C) Os investimentos de capitais privados começam a diminuir: seus investimentos e seus funcionários são absorvidos pelo sistema público. 

D) Aumento dos salários, pensões e aposentadorias (inclusive aposentadorias sem contribuição prévia): Inicialmente conta com a aprovação da classe trabalhadora e dos sindicatos. Depois, começa a espiral inflacionária que anulará todos os aumentos. O custo de vida dispara.

E) O custo de vida dispara..Objetivo: Fidelizar os eleitores e semear novos votos (votos de cabresto para a próxima eleição).

F) Meios de Comunicação (Mídia): Por meio da publicidade oficial, o governo se assegura que somente aqueles jornalistas, atores, diretores e artistas oficiais tenham visibilidade. Começa a censura. Fica inibido o conhecimento da realidade.

G) Forças Armadas e de Segurança: perseguição daqueles que lutaram na guerra contra a subversão 60/70 (Chile, Argentina, Uruguai, Bolívia). Mídia e acusação.

H) Cultura: Campanhas midiáticas e instalações de matrizes de opiniões contrárias a personalidades opositoras.

I) Corrupção: Denuncia de atos de corrupção de funcionários 3º ou 4º escalões. Mostra que o governo não admite corrupção e enquadra toda a administração pública que, temerosa, age fielmente em favor do governo. Funcionários de confiança, ou políticos, incapazes de encontrar outro trabalho, encobrem os atos de corrupção no círculo dos amigos do governo, em montantes muito mais elevados.

J) Discriminação e direitos humanos: O governo encontra um nicho de eleitores marginalizados nas minorias excluídas (índios, homossexuais, transexuais etc) e legisla para elas. Promove-se com a fomentação das acusações falsas de discriminação em conflitos pessoais, de trabalho etc. Objetivo: criação de grupos ideológicos para modelar e fidelizar os eleitores em defesa do regime, garantindo os votos de cabresto para a próxima eleição.

K) Revisão do passado recente: Relembrança permanente de ditaduras militares passadas, ou de governos "antidemocráticos". Objetivo: Criar a imagem de um inimigo inexistente na atualidade, porém temido. Apresentar-se como a única opção possível de governo.

L) Desvalorização de símbolos patrióticos: Mudanças de bandeiras, escudos, hinos.

M) Aumento exponencial da delinquência comum: O crime é uma ferramenta essencial para a implantação do Neo-Comunismo. Os atos de violência atemorizam, neutraliza, isolam e reduzem os possíveis atos de protesto dos trabalhadores de classe média.

N) Os criminosos dominam as ruas. Força uma desculpa para campanhas de desarmamento da população civil Ao mesmo tempo, ao mesmo tempo a bandidagem será no futuro mão de obra barata para o narcotráfico.

O) Forças de segurança: Desmantelamento progressivo. Campanhas de desmoralização por supostos atos de corrupção e violência. Faltam equipamentos, mas sobram autoridades para exercer a tarefa de garantir direitos humanos para os criminosos.

P) Impunidade pelos atos de delinquência: Juízes sociais garantem a impunidade. Utilização de menores para o cometimento de crimes. A oposição começa a se fragmentar e a alinhar-se com a base do governo. Não há referenciais.

Q) Igreja: Começam os confrontos com as autoridades da Igreja Católica.

R) Ocupações de fábricas inoperantes e terras públicas ou privadas: Como prenúncio das desapropriações, os capitais estrangeiros começam a se retirar do país. Se paralisa totalmente os investimentos... O ingresso de capitais cessa.

S) Perseguições na mídia aos empresários nacionais. Estatização de empresas privadas e privatizadas. A classe média não é capaz de se organizar como oposição.

T) Aumento de ONG’s de esquerda: Criação de redes transnacionais para assediar opositores. Criação de grupos de choque: Utilizados como promotores de violência, ainda sem armas, divulgadores do regime em atos públicos oficiais e agentes da neutralização de atos públicos da oposição. Associação a certos setores às lideranças de esportes e drogas.

U) Educação: Criação de novas universidades. Bolsas e Diplomas à vontade. Facilidades aos grupos de esquerda que sustentem ideologicamente o regime. A essa altura o nível educacional é muito baixo em todos os níveis do ensino. Desvalorização dos símbolos nacionais: Desrespeito e modificação em bandeiras, escudos, hinos etc.

V) Aumento dos impostos sobre lucros e fortunas: Oneram trabalhadores com salários médios e médios-baixos e se alega que sua finalidade confiscatória é a “redistribuição da riqueza”, porém servem para manter e financiar o sistema.

W) O aumento do consumo de drogas e do tráfico. Novas pistas de pouso clandestinas. Aumento de acidentes de pequenos aviões, devido a sobrecarga. Surgimento de uma nova classe social opulenta, em sua maioria jovens ou pessoas de menos de 40 anos.

X) Censo habitacional. O objetivo é conhecer a quantidade de imóveis desocupados e os proprietários com mais de um imóvel. Os dados são armazenados para uso na terceira fase.

Y) Fragmentação de Centrais Sindicais: Os dirigentes não alinhados com o regime se retiram das centrais pelegas para formar centrais sindicais dissidentes, sem a menor possibilidade de êxito.

Z) Falência do sistema de saúde: As prestadoras privadas de saúde não conseguem prestar serviços de qualidade, em um cenário de inflação crescente e alto custo dos salários e encargos trabalhistas. São quase obrigadas a vender suas empresas a preço vil ou então serão estatizadas. Os hospitais estatais terão como pacientes as faixas baixa, média-baixa, média e média-alta, levando ao colapso do sistema.
2)- FASE DE CONSOLIDAÇÃO.

01 Destruição da Classe Média: Assim com foi o objetivo contra as Forças Armadas e as Forças de Segurança na primeira etapa, agora é a vez da classe média.

02A desesperança, desamparo, a subversão da ordem estabelecida. O objetivo é destruí-la. Melhor ainda, rebaixá-la mais abaixo ainda que a classe baixa. 

03estigmatizá-la, fazê-la culpada pela pobreza dos outros, pela ditadura militar, pela discriminação, pelas violências a que eram submetidos os criminosos etc.

04Uma classe média pulverizada, culpada, temerosa, inexperiente ou acomodada não conseguirá fazer frente a esses regimes.

05Reforma Constitucional (para eternizar-se no poder): Pode ou não ser necessária. Dependerá das possibilidades de outros candidatos "opositores", que até então terá quer estar alinhados com o regime ou deixaram a cena política.

06Aprovação do matrimônio homossexual (casamento gay).

07Aprovação do aborto.

08Lei da mídia, ou lei da mordaça. Lei da censura.

09Perseguição plena dos opositores: Guerra midiática e judiciária total.

10Politização da justiça: O Poder Judiciário colapsa, tornando-se um servidor do governo.

11O crime domina as ruas: A impunidade é total.

12Deterioração econômica: a espiral inflacionária dispara.

13Legalização da maconha: Legalização, posse e plantação para consumo próprio.

14Destruição total, moral e física das Forças Armadas e de Segurança: oposições fragmentadas pode ganhar as eleições legislativas, mas não são capazes de gerar uma gestão eficaz e muito menos crescer em número de adeptos. São gerados "novos inimigos" de esquerda.

15Grupos de choque, agora armados começam a agir: Política, ideológica e operativa respondem ao governo atual, mas pelos meios de comunicação são conhecidos como "grupos que se opõem ao poder  ultra- esquerda". No futuro, eles vão formar milícias armadas.

16Divisão dos municípios, províncias ou departamentos: Promove a assembléia eleitoral, a criação de cargos e maior controle dos grupos locais de oposição.

17Perseguição de minorias católicas (lei de cultos). A sanção desta lei permite a perseguição de grupos católicos, evangélicos e cristãos de escolas espirituais de aberto.

18Oposição fragmentada: Pode ganhar eleições legislativas, porém são incapazes de exercer uma gestão eficaz e ainda menos de aumentar seu número de simpatizantes.

19Surgem “novos inimigos” de esquerda: Começam a atuar grupos de choque, agora já armados. Política, ideológica e operacionalmente obedecem ao governo de plantão; mas são grupos de extrema-esquerda opostos ao oficialismo. No futuro formarão as milícias armadas.

20Divisão de municípios e estados: Promove a base eleitoral; criação de cargos públicos e maior controle de grupos opositores em nível local.

21Perseguição de grupos cristãos (lei de Cultos): A aprovação dessa lei permitirá a perseguição de grupos católicos, protestantes, evangélicos e espiritualistas cristãos.

22Criação de milícias armadas: Os grupos de choque citados acima como somente presentes em atos do governo ou infiltrados em manifestações de oposição, agora receberão instrução militar substituindo as Forças Armadas agora destruídas na etapa anterior.

● Expropriações
● Prisões e crimes políticos
● Ataque à Igreja Católica
● Sistema eleitoral manipulado pelo governo
● Eleições fraudulentas
● Espiral inflacionária
3)- FASE FINAL DO NEO-COMUNISMO

01Tomada do poder pelo socialismo

02Expropriação.

03Criminosos políticos presos.

04Ataque a Igreja Católica.

05Regime eleitoral sob medida para o partido no poder.

06Eleições espúrias e uma inflação espiral.
A● Esta enumeração cronológica nos permite identificar em que etapa um país se encontra. Em que etapa você acha que o Brasil está? Ou não há transição para o socialismo no Brasil?

B ● Como eu ouvi dizer na internet: "Se alguém defende um governo como o do Brasil, ou não sabe o que está acontecendo ou é pago para defender tal governo". 

C ● Deus salve a Venezuela e Ucrânia no momento... E também, que salve o futuro sombrio de um Brasil entregue a pessoas com sintomas de psicopatia e megalomania!.
Fontes:
Só homens aparentemente com algum preparo físico e idade homogênea para exercer qualquer atividade paramilitar (onde estão as mulheres, crianças e idosos destes "refugiados ou imigrantes"?)... E não param de chegar. Cubanos, Haitianos, Dominicanos, Senegaleses, Ganeses e outros Africanos... Para se juntarem a Legião dos milhares de "Médicos Cubanos". Por que essa gente depois de passar por República Dominicana, Panamá, Equador e Peru, entram pelo Estado do Acre na Tríplice Fronteira formada com Peru e Bolívia, e a partir daí é disseminada por cidades pequenas sem nenhuma oportunidade de emprego? Nem as pequenas cidades da Serra Gaúcha estão sendo poupadas. Em pleno Carnaval de 2015 vi dezenas deles em trânsito pelos municípios da região falando um idioma incompreensível para mim, e não param de chegar.
URL
ENDEREÇOS
Algumas Matérias deste Blog
01 • A MUDANÇA
5
Fortaleza de Santa Cruz da Barra - Níterói/RJ