DEFUNTA REPÚBLICA DE MENTIRA

"(...) É, todavia, difícil compreender por que, até o fim do reinado de Pedro II, o Brasil era um país mais promissor que os EUA, mais importante que a China, a Índia, o Japão, a Coréia e quase todos os países europeus - de onde vieram muitos imigrantes - e hoje ocorre o oposto: (...)" - (Dr. José Carlos de Almeida Azevedo)

Defender a manutenção da imundície da Ilegítima Ditadura Republicana Genocida Brasileira, que seguiu matando pelo futuro milhões com suas inconsequências, negligências, omissões... É de uma falta de conhecimento extrema, de uma burrice crônica absoluta, ou de uma voracidade predatória sem precedentes... Apenas caindo Dilma com o seu "Perda Total", mesmo que seja junto com suas coligações (Partidos dos Partidos...) das Organizações Criminosas das Facções Narco-Psicopatas-Partidárias-Copartícipes dos Regimes Síndico-Comuna-Socialistas-Golpistas, da Máquina de Prostituição Parlamentar do Poder Central Republicano, Alinhada a Política Transnacional Continental Latina Americana do Foro de São Paulo... Quase nada mudará nessa decadente República de mentira nunca proclamada de fato - a sujeira mais uma vez apenas mudará de mãos.

O Brasil é escravizado por uma caricatura republicana presidencialista moralmente ilegítima abortada defunta como regime totalitário, cujas suas predadoras consequências se estenderam pelo futuro numa sucessão de ditaduras civis e militares... Nódoa negra do hoje paradoxalmente dito Exército do monarquista Caxias do Exército Imperial Brasileiro. Aliciados por meia dúzia de traidores da pátria discípulos da Seita Positivista, alguns militares do Exército Imperial foram utilizados como ferramenta executora do trabalho sujo que mergulhou o país nas trevas, com a desastrosa inauguração da primeira ditadura militar da História do Brasil em 15 de novembro de 1889, acabando com a democracia da Monarquia Constitucional Parlamentar Representativa do promissor respeitável Império do Brasil, que ombreava com as outras três nações mais poderosas, cuja sua Armada Imperial somada a Marinha Mercante, foi a 2ª Potência Naval da terra. Num determinado momento da nossa história, já fomos mais poderosos do que os Estados Unidos da América do Norte.

No desastre do Flagelo Republicano, entre mandos e desmandos nesses 126 anos de estagnação, se somam: "12 Estados de Sítios, 17 Atos Institucionais, 6 Dissoluções do Congresso, 19 Revoluções ou Intervenções Militares, 2 Renuncias Presidenciais, 3 Presidentes Impedidos, 4 Presidentes Depostos, 6 Constituições Diferentes, 4 Ditaduras e 9 Governos Autoritários"... Mais os últimos 30 anos de retrocessos perdidos num oceano de esgoto sem precedentes na História do Brasil, com a 6ª tentativa ressuscitadora do pesadelo da tragédia dessa fracassada Nova República Salvadora da Pátria perdida em si mesma, que além de produzir desde 1985 mais de 3.000.000* de assassinatos (*Incluindo as mortes provocadas pelos desserviços e/ou omissões dos sucessivos desgovernos), nos conduziu mais uma vez a um terrível vazio. E, tudo indica que a burrice ou obscuras ambições dos dementes políticos predadores devoradores da pátria, indiferentes ao que já funcionou a contento na história dessa nação fundada em 1822 como Império, continuarão como insaciáveis varejeiras investindo no engodo de novas inúteis defuntas repúblicas, que têm sido sinônimos de Desgraça Nacional. (Emanuel Nunes Silva)

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

"FINAL DOS TEMPOS?"


"You gotta have faith: the idea of countless 'pocket universes' cannot be tested, so is it science?"
"FINAL DOS TEMPOS?"

Prefiro chamar este “Final dos Tempos” de LIMIAR DE UMA NOVA ERA. Estamos tendo o privilégio de vivenciar um momento único na história da raça humana. É gratificante e recompensador quando percebemos que somos componentes uníssonos de desígnios desta magnitude.
Nascemos, fomos criados, educados e influenciados, dentro dese ineficiente omisso sistema global com suas estruturas corroídas. Afinal foi o mundo que herdamos, é esse o nosso universo. Até é compreensível não pensarmos em opções melhores... Pensamos pequeno. Preferimos não tentar sair deste atoleiro. Somos parasitas preso ao lodo que nos arrasta em direção ao abismo.
Os "Donos do Mundo" com suas políticas egoístas e gananciosas, geradoras das mazelas, sistematicamente vem destruindo o meio ambiente em um processo irreversível, que além de matar milhões por ano... Irresponsavelmente estão conduzindo o planeta a um perigoso circulo vicioso, que gerará catástrofes sem precedentes quando a última gota provocar a grande "reação". Estas políticas incompetentes, corrompidas e viciadas, necessitam de uma verdadeira revolução ética séria em todas as esferas, e só com boa vontade, recursos e muito esforço, para tentar minimizar este quadro... Mas infelizmente quase nada será feito pelo quê tem que ser feito.

A história tem nos provado que nada é imutável. Conceitos mudam, impérios desmoronam... Eras passam transformando os mundos.
Não merecemos o planeta que temos. Os Governos do Mundo não tiveram competência em respeitá-lo. Transformá-lo em um Paraíso seria o caminho mais óbvio fácil e coerente, mas a ganância humana optou pelo caminho da demência.

Se possuíssemos tecnologia para viajar entre as Estrelas, com certeza, teríamos que visitar mais de 1000 para encontrar um Planeta, ou outro tipo de Corpo Celeste com a proliferação de vida comparável à exuberância da Terra. Entretanto sequer conseguimos ir a Estrela mais próxima... Nosso atraso tecnológico é imenso. Comparando-nos às Civilizações que até com certa dificuldade já conseguem se arrastarem de Estrela em Estrela, nossa tecnologia ainda se encontra nas TREVAS.
Comparativamente, seria o mesmo que com o auxílio da "Máquina do Tempo" uma equipe técnica visitasse uma tribo de Índios há mais de 4000 anos atrás, e tentasse com eles fabricar Câmeras Digitais... Mostrariam todos os detalhes do projeto, item por item, e mesmo com as orientações e o conhecimento dos Projetistas, não seria possível reproduzi-las. De nada adiantaria este conhecimento sem a parafernália tecnológico para concretizá-lo. Este é o abismo que nos separa das Criaturas que viajam entre as Estrelas.

Ainda que venham com boa vontade para nos transmitir alguma tecnologia, não se iluda... Terão que utilizar canais não convencionais de comunicação. E mesmo assim... Apenas conseguirão nos passar àquilo que temos condições de assimilar... Ou quase nada. Para conseguirem algum resultado prático, terão que adotar procedimentos que não conhecemos, ou não temos consciência.
Ainda criança quando tomamos conhecimento das proporções imensuráveis deste nosso Universo Perceptível, passamos intuitivamente a ter convicção de que a Terra, não é o único Astro que foi privilegiado com a VIDA... Pensar o contrário passa a ser um absurdo.

Não somos exclusivos... Inclusive dentre tantos espécimes... Existem até Humanoides bem parecidos conosco. Na própria “raça humana terráquea”, temos exemplares que ao menos nas suas aparências divergem muito entre si.

Na pluralidade da vida na terra encontramos entre as dezenas de milhares de espécimes, criaturas que vivem na escuridão dos abissais em ambientes de altas pressões, ao passo que outras passam a maior parte das suas vidas simplesmente voando. Se aqui elas não existissem, com certeza duvidaríamos que fosse possível.
As evoluções das CIVILIZAÇÕES INTERESTELARES divergem muito entre si, e não necessariamente ocorrem, ocorreram ou ocorrerão apenas em Planetas ou Luas.

Infelizmente, se formos contar simplesmente com a nossa primitiva TECNOLOGIA de FOGUETES, nunca chegaremos até eles, pois se encontram em outras Estrelas, Galáxias... Fora do nosso alcance. Portanto é mais provável que nesta dimensão, eles se desloquem até nós utilizando outras dimensões... É impossível controlar o Espaço-Tempo na freqüência que nos encontramos.
Mesmo se daqui a 200 anos conseguíssemos encontrar um meio de viajar na velocidade da Luz, até ao planeta habitado mais próximo da Terra, uma incursão desta com direito à volta, poderia levar mais de 200 anos... Ou milênios. Portanto precisaríamos muito mais que simplesmente romper a barreira da Luz. Este é o ABISMO que nos separa dos nossos vizinhos. Se nos visitam... Temos que ter a consciência que estão ao menos tecnologicamente à milênios na nossa frente... Tecnologias que já há muito interagem com suas biologias. Queiramos ou não, estaremos todos a mercê da vontade DELES. Pode ser que estejam só de passagem e não queiram “INTERFERIR”. Nossa humanidade ainda rasteja e engatinha.
Com nossos parcos sentidos e instrumentos, apenas percebemos a ínfima parte da realidade do que ainda não conhecemos. O UNIVERSO não se resume apenas naquilo que nossos restritos sentidos conseguem captar. Tudo que sabemos sobre ele, foi exclusivamente baseado em observações feitas a partir deste nosso limitado PONTO de observação.

Não devemos simplesmente nos limitar às tecnologias que conhecemos com suas acanhadas possibilidades, e sim nos abrirmos as possibilidades inimagináveis das essências da VIDA... Das ENERGIAS MULTIDIMENSIONAIS.
ENDEREÇOS
01  O Eremita
02  Quem sou!...
03  Além do Amor
Algumas Matérias deste Blog:
01 • A MUDANÇA
41 • Comunismo
42 • Marianne 

5